Uma vida saudável assenta em três princípios básicos: uma alimentação cuidada, descanso e exercício físico. Já uma boa maquilhagem não foge à regra de três simples: pele limpa, produtos com qualidade e um dedo de técnica. Mas da mesma forma que os alimentos processados obstipam o organismo, os parabenos e químicos de alguns produtos de beleza podem ser prejudiciais para a pele e causar problemas como poros dilatados, acne, pele sensível e envelhecimento prematuro.

Tal como surgiu a moda das sopas, sumos e saladas detox, a cosmética orgânica ou biológica foi criada para desintoxicar o mundo da beleza com produtos 100% naturais. Miranda Kerr foi uma das celebridades que lançou a tendência quando criou a própria marca Kora Organics. “Uma mulher chega a aplicar, em média, mais de 200 químicos por dia só contando com os produtos de higiene e cuidado de pele”, alerta a modelo. Quando juntamos a maquilhagem à equação, é bem provável que este número triplique.

Orgânico ou biológico?

Mostrar Esconder

Tanto um nome como outro servem para designar o mesmo tipo de gamas naturais, com certificação, livres de ingredientes sintéticos, sulfatos, parabenos ou fragrâncias artificiais. Normalmente, um produto orgânico/biológico é isento de químicos agressivos, óleos minerais, conservantes e não é testado em animais (cruelty-free).

Cerca de 60% daquilo que usamos no rosto, corpo ou cabelo é absorvido pela pele e, quando passa pela corrente sanguínea, pode ser prejudicial para o organismo. Desta forma, é importante alimentar a derme com cosméticos orgânicos ou biológicos que, apesar de mais caros, são mais saudáveis e previnem irritações.

As marcas 100% naturais

Numa altura em que a preocupação com o impacto dos químicos (não só na pele mas também no ambiente) cresce à velocidade da luz, são cada vez mais as marcas que estão a apostar no mercado dos produtos naturais biológicos. Os cosméticos — que vão da maquilhagem até às gamas para o corpo, cabelo e higiene oral — são baseados em ingredientes ativos específicos como a alfazema, óleo de argão, óleo de coco virgem, baba de caracol, mel de manuka e azeite virgem.

kora

O óleo de argão é um dos ingredientes usados mais usados nas gamas naturais de cabelo graças às suas propriedades hidratantes. © Kora Organics

Entre as marcas mais reconhecidas no universo biológico, a Lush ocupará certamente o primeiro lugar. Para além da sua enorme oferta de cremes, máscaras e exfoliantes orgânicos, todos os produtos são frescos, feitos à mão e não são testados em animais. Pelo mesmo caminho segue a The Body Shop que, apesar de ser uma marca ecológica, ainda só tem uma linha produtos faciais biológica e certificada. À lista emergente juntam-se casas como a Dr. Organic e a Couleur Caramel que recentemente começaram a ser comercializadas em Portugal nas lojas Celeiro e Thalgo, respetivamente.

Da teoria à prática

Nas primeiras duas semanas de uma rotina orgânica, é provável que note logo diferenças a nível da sensibilidade da pele. Se gosta do tipo de champôs que faz muita espuma ou de cremes com textura gorda, talvez este tipo de produtos não sejam os mais recomendados para si. No entanto, os resultados são logo visíveis no que toca à luminosidade do rosto e corpo. A tonalidade da tez torna-se mais uniforme e com menos imperfeições.

Se vai aventurar-se pela primeira vez no mundo dos cosméticos biológicos, o óleo de coco virgem é um ótimo produto multifunções para começar esta viagem. Para além de hidratar o corpo e as cutículas, é um ótimo desmaquilhante isento de químicos agressivos para usar ao fim do dia. Já a baba de caracol é ideal para revitalizar e restaurar os níveis de hidratação natural da pele do rosto.

Para quem sofre de reações alérgicas no couro cabeludo, os produtos naturais serão certamente o seu novo melhor amigo. As fórmulas livres de parabenos, cloreto de sódio, sulfato e fosfato falam por si e o óleo de argão pode ser uma excelente opção para quem procura fortalecer e hidratar as pontas do cabelo. Por sua vez, a aloe vera é recomendada para hidratar até as peles mais sensíveis graças às suas características protetoras, reparadoras e suavizantes. Três benefícios fundamentais para ter uma pele mais saudável.

14 fotos

Texto editado por Ana Dias Ferreira.