O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) rejeitou o recurso de Michel Platini que previa a anulação da suspensão provisória de 90 dias decretada pela UEFA, conta a BBC. O presidente da UEFA está suspenso desde 8 de outubro e apresentou o recurso a 20 de novembro.

Michel Platini foi suspenso juntamente com Joseph Blatter, o atual presidente da FIFA, por alegadas práticas de corrupção. A Procuradoria-Geral da Suíça suspeita de um pagamento irregular de Blatter a Platini. O valor do pagamento terá rondado os 2 milhões de francos suíços (cerca de 1,8 milhões de euros).

O ex-jogador da Juventus e seleção francesa apresentou a candidatura à presidência da FIFA, mas a mesma foi também suspensa pelo Comité de Ética. Essa é, aliás, a razão que Platini diz estar por trás deste escândalo: atrasar “deliberadamente” a candidatura à FIFA.