Uma breve pesquisa por Irina Shayk no Google leva-nos a perceber — sem surpresas — que o nome Cristiano Ronaldo surge automaticamente relacionado. Mas antes da modelo russa se apaixonar pelo futebolista em maio de 2010, já tinha deixado leves pegadas no mundo da moda. Tudo começou em 2007 quando Irina substituiu a reconhecida Ana Beatriz Barros como cara (e corpo) da marca Intimissimi. A modelo foi apresentada ao mundo em lingerie e nomearam-na ícone de sensualidade mesmo antes de o ser. Seguiram-se editoriais em biquíni na revista Sports Illustrated e, por acréscimo, trabalhos para os catálogos da Victoria’s Secret, Lacoste e Guess.

As poses provocadoras ganharam vida nas passadeiras vermelhas mas o seu estilo foi rapidamente questionado. Os vestidos curtos (em todas as cores e formatos), os decotes reveladores e os sapatos plataforma avisavam que o talento de Irina Shayk era apenas fogo-de-vista. Não passou de um falso alerta. Em fevereiro de 2011, a modelo foi capa da Sports Illustrated Swimsuit Issue e apaixonou-se por vestidos de gala com rachas que conquistaram o público mas nem tanto os críticos. Insultaram-lhe o gosto — ou a falta dele — e ensinaram-lhe que a beleza de uma mulher não está na nudez. Irina aprendeu a lição melhor que ninguém e em 2012 deu o grande salto.

S_I_Irina_Shayk_10_9900.jpg, X158020_TK5_7339, select, captioned,

Irina Shayk deu a cara por vários editoriais daSports Illustrated de 2007 a 2015. A modelo ainda foi capa da revista em 2011. /Sports Illustrated

A responsabilidade de ter o rosto estampado em capas da GQ, Elle e Cosmopolitan foi a confiança que Shayk precisava para usar escolhas mais arriscadas — como o smoking feminino ao estilo Saint Laurent — e conjuntos mais elegantes, como um longo vestido Roberto Cavalli. A modelos russa estreou-se no grande ecrã em 2014, com Hércules. Tal como uma grande personagem da mitologia grega, Irina passou a aliar a simplicidade à sofisticação. No entanto, é um sucesso prematuro que tanto lhe garante um lugar no céu como na lista das piores vestidas.

Em fotogaleria, passamos em revista a evolução de estilo da modelo russa que celebra 30 anos esta quarta-feira. O exemplo de uma beleza natural que sabe o que quer e como pode lá chegar — só basta dar algumas cartas no estilo.