Dark Mode 49,8 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

José Peseiro é o novo treinador do FC Porto

O português José Peseiro é o novo treinador do FC Porto, avança o jornal "O Jogo". A TVI afirma que Peseiro assinou contrato até fim da época, com mais uma temporada de opção.

i

A última vez que José Peseiro treinou em Portugal foi na época 2012/2013, em que orientou o Sporting de Braga

Richard Heathcote/Getty Images

A última vez que José Peseiro treinou em Portugal foi na época 2012/2013, em que orientou o Sporting de Braga

Richard Heathcote/Getty Images

O treinador português José Peseiro é o novo treinador do FC Porto. O técnico orientava esta época o Al-Ahly, do Egito, mas rescindiu contrato esta segunda-feira. No clube egípcio, José Peseiro venceu oito dos 12 jogos em que orientou a equipa, e vinha de uma série de sete jogos sem perder.

No Twitter, alguns adeptos portistas já dão as boas-vindas ao treinador. Há quem não deixe, contudo, de fazer humor com a opção tomada por Jorge Nuno Pinto da Costa e pela SAD portista:

https://twitter.com/DomFranciscoI/status/689218061015068672

Já o ex-guarda-redes e figura do FC Porto, Vítor Baía, apoio a escolha, em declarações prestadas à CMTV:

“Tenho muito boas informações, tanto humanas como de conhecimento de jogo, de José Peseiro. É um profundo conhecedor de futebol, que não tem tido nalguns momentos a pontinha de sorte necessária para levar a sua carreira para outro nível. Se fico tranquilo? Fico, porque sei da sua competência. Espero que rapidamente comece a demonstrar isso.”, afirmou, em declarações citadas pelo jornal Record

A escolha do treinador surge depois de vários nomes serem apontados aos dragões nos últimos dias, como Nuno Espírito Santo, André Villas Boas, Leonardo Jardim e Marco Silva. E sabia-se que estaria para breve, depois do interior Rui Barros ter afirmado, na flash interview que se seguiu à derrota do FC Porto em Guimarães, que “gostava de sair [do cargo] com uma vitória”.

O FC Porto está em 3º lugar no campeonato, a 4 pontos do líder Sporting (e a 2 pontos do segundo classificado Benfica). A equipa está ainda na meia-final da Taça de Portugal, onde enfrentará o Gil Vicente, e nos dezasseis avos da Liga Europa, onde medirá forças com os alemães do Borussia Dortmund. Na Taça da Liga o cenário está mais complicado: na primeira jornada da fase de grupos, os dragões perderam por 0-1 em casa contra o Marítimo.

Passagem pelo Sporting: a época do “quase”

Com 55 anos, esta será a segunda vez que José Peseiro irá treinar um grande (se descontarmos o seu trabalho como adjunto no Real Madrid na temporada 2003-2004, então orientado por Carlos Queiroz). Isto porque o treinador português (conhecido por privilegiar um estilo de jogo ofensivo, sempre mais preocupado em marcar do que em não sofrer) já orientou o Sporting, na época 2004-2005 e na época 2005-2006, tendo sido despedido no decorrer da segunda temporada.

A primeira ficou conhecida como a época do “quase” em Alvalade: o Sporting lutou até ao fim pelo título de campeão e chegou à final da Taça UEFA, mas perdeu ambos os troféus nas partidas contra Benfica e CSKA de Moscovo (respetivamente). Na Taça de Portugal, os leões foram eliminados nos oitavos de final pelo Benfica, num jogo emocionante vencido pelos encarnados nas grandes penalidades, depois de um resultado de 3-3 após o fim do prolongamento (2-2 após tempo regulamentar).

O treinador recordaria essa temporada em 2010, em entrevista ao MaisFutebol, onde recusou classificar-se como um treinador com azar (ou como um treinador do “quase”):

A vitória em Alkmaar, já em tempo de compensação (o golo decisivo foi marcado por Miguel Garcia aos 121 minutos), foi um dos momentos mais importantes da campanha do Sporting na Taça UEFA. Antes, nos quartos-de-final, mais uma eliminatória emocionante: o Sporting enfrentou o Newcastle, com quem perdeu na primeira mão em Inglaterra, por 0-1. Já na segunda mão, os ingleses voltariam a adiantar-se no marcador, aos 20 minutos; por essa altura, o Sporting precisava de marcar três golos sem resposta. Não só o fez como marcou quatro, vencendo o jogo por 4-1.

Depois de sair de Alvalade, José Peseiro passaria várias épocas no estrangeiro, treinando o Al Hilal (Arábia Saudita), o Panathinaikos (Grécia), o Rapid de Bucareste (Roménia) e a seleção da Arábia Saudita.

Sporting de Braga em 2012/2013: 4º lugar e um título

Em 2012 regressaria a Portugal para orientar o Sporting de Braga: no final da temporada, sairia com um 4º lugar no campeonato e um título conquistado, a Taça da Liga, depois de vencer na final o FC Porto de Vítor Pereira. Na Europa, o seu Sporting de Braga eliminaria os italianos da Udinese, no playoff da Liga dos Campeões, chegando à fase de grupos, onde ficou em 4º (e último) lugar. A equipa deixou, contudo, uma boa imagem em Old Trafford, onde esteve a vencer o Manchester United por 2-0, acabando por perder 2-3.

No final da época, José Peseiro deixaria o comando dos bracarenses, por decisão do presidente do clube, António Salvador. A decisão vir-se-ia a revelar precipitada: na temporada seguinte, o Sporting de Braga teve dois treinadores (Jesualdo Ferreira e Jorge Paixão) e terminou apenas no 9º lugar do campeonato. Do Braga seguiria para o Al-Wahda; e dali para o Al Ahly, que agora abandona com destino à Invicta.

Links promovidos

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.