O índice de produção na construção registou em dezembro de 2015 uma diminuição homóloga de 4,2% e uma queda de 2,5% ao longo do ano, divulgou o INE.

Já os índices de emprego e de remunerações registaram em dezembro decréscimos homólogos de 4,9% e de 3,3% (-4,1% e -7,9% em novembro), respetivamente.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), para a queda global de 4,2%, em dezembro, do índice de produção na construção contribuíram quer o segmento de construção de edifícios, quer de engenharia civil, que apresentaram variações homólogas negativas de 4,7% e de 3,6% (variações de -3,9% e de -3,7% em novembro).

O índice de emprego na construção apresentou uma queda homóloga de 4,9% e um recuo de 1,0% face ao mês anterior (-0,3% em dezembro de 2014).

Já o índice das remunerações efetivamente pagas assinalou uma descida homóloga de 3,3%, mas aumentou 6,6% quando comparado com o mês anterior (1,4% em dezembro de 2014).

Considerando o conjunto do ano 2015, o índice de produção diminuiu 2,5% (diminuição de 8,9% em 2014), tendo o segmento da construção de edifícios apresentado uma diminuição média anual de 2,6% (variação de 7,9% em 2014) e o da engenharia civil passado de uma queda média de 10,2% em 2014 para uma descida de 2,3% em 2015.

Em 2015, as variações médias anuais dos índices de emprego e de remunerações foram de um recuo de 3,2% e 3,6% em 2015, pela mesma ordem, o que compara com a diminuição de 6,7% e de 5,2%, respetivamente, em 2014.