Rádio Observador

Brasil

Petrobras sobe 18% em bolsa e real valoriza depois das buscas a casa de Lula

As ações da Petrobras abriram a subir 18% na bolsa de São Paulo, num dia que está a ser marcado pelas buscas a casa de 'Lula' da Silva. O ex-Presidente brasileiro foi levado para depor.

Autor
  • Agência Lusa

As ações da Petrobras abriram a subir 18% na bolsa de São Paulo, num dia que está a ser marcado pela divulgação de bons indicadores económicos e pelas buscas a casa do antigo Presidente brasileiro ‘Lula’ da Silva, que foi levado pelas autoridades para depor.

De acordo com a agência financeira Bloomberg, o Ibovespa abriu a subir mais de 6% e a moeda brasileira estava a valorizar-se quase 3% no dia que começou com as imagens da detenção do antigo Presidente da República ‘Lula’ da Silva.

Na sequência da detenção, há também notícias de confrontos à porta de casa de ‘Lula’ entre apoiantes e críticos do antigo chefe de Estado.

O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio ‘Lula’ da Silva foi detido e levado para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde deve prestar declarações à Polícia Federal (PF), divulgou a imprensa brasileira.

O jornal Folha de São Paulo citou membros da defesa de Lula da Silva, que confirmaram que o ex-Presidente está a ser levado para o aeroporto de Congonhas, onde deve prestar depoimento à Polícia Federal.

O ex-Presidente, segundo o jornal, reagiu bem quando a PF bateu à sua porta e estava tranquilo.

A operação foi batizada pela PF de “Aletheia” e é uma referência a uma expressão grega que significa “busca da verdade”.

Na madrugada de hoje, a PF e auditores da Receita Federal (Finanças) iniciaram a 24.ª fase da ‘Operação Lava Jato’, que começou em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de capitais, sendo o ex-Presidente um dos visados na ação.

Os carros da PF chegaram às 6h00 locais (9h00 em Lisboa) à casa de Lula da Silva em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo.

O ex-Presidente é alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é obrigado a depor) e propriedades de outros familiares estão a ser também alvo de buscas.

Cerca de 200 agentes da PF e 30 auditores da Receita Federal cumprem 44 mandados judiciais, sendo 33 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva no Rio de Janeiro, em São Paulo e na Baía.

São investigados crimes de corrupção e branqueamento de capitais, entre outros, relacionados com a petrolífera brasileira Petrobras.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Brasil

O populismo nosso de cada dia

José Augusto Filho

Enquanto os planos de recuperação económica não surtem efeito, Bolsonaro tenta governar acima das instituições democráticas adotando um presidencialismo plebiscitário tipicamente populista.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)