A atleta búlgara Gabriela Petrova, vice-campeã europeia de triplo salto em pista coberta, negou ter violado as regras antidopagem, garantindo que a última vez que ingeriu meldonium foi em setembro.

“Não vim aqui para desculpar-me, já que não cometi nenhum erro, nem violei as regras internacionais”, defendeu a triplo saltadora numa conferência de imprensa, em Sofia.

No domingo, a agente da atleta, Venitsa Atanasova, confirmou que Petrova teve um controlo antidoping positivo por meldonium, indicando, no entanto, que esta tinha deixado de tomar a substância em outubro.

“Deixei de tomar este produto em setembro, quando a Agência Mundial Antidopagem (AMA) advertiu que o ia incluir na sua lista de substâncias proibidas”, assegurou a búlgara.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O meldonium passou a integrar, a 01 de janeiro de 2016, a lista de substâncias proibidas da AMA.

Petrova contou que enviou, por escrito, explicações detalhadas à AMA e que está a aguardar a decisão de entidade, sublinhando que não está suspensa e planeia participar nas competições de Doha, Roma e Birmingham.

A triplo saltadora, de 23 anos, ganhou a medalha de prata nos Europeus do ano passado, disputados em Praga, vindo depois a ser eleita “atleta do ano” na Bulgária.