É tudo ansiedade e borboletas no estômago até se receber uma mensagem no telemóvel com um erro ortográfico que faria Camões dar um salto no túmulo. E não é o único exemplo. Afinal, quantas vezes se sente atraído por alguém cujo comportamento, por mais banal que seja, leva a paixão inicial a desaparecer?

Um estudo realizado pelo site de encontros australiano Forget Dinner colocou a nu algumas destas ideias. Segundo o inquérito, 48% das mulheres afirma não gostar de homens que dizem asneiras e que isso é motivo suficiente para não marcarem um segundo encontro. Mas não são as únicas: 39% dos homens dispensa uma mulher que pragueje demasiado. Outros dados indicam que 30% dos inquiridos perde o interesse na outra pessoa se ela passar demasiado tempo agarrada ao telemóvel e 33% confessa que falar mal da ex-relação nos primeiros encontros é um turn off.

Por vezes, comportamentos completamente banais podem estar a afastar outra pessoa sem se aperceber. Reunimos oito em que deve pensar duas vezes ou tentar melhorar:

Diz-me como é a tua casa, dir-te-ei se gosto de ti

20% das pessoas assume que já deixou um potencial parceiro depois de conhecer a sua casa. Quem o diz é o site de encontros Elite Singles, que também aponta a lista de queixas deixada pelos utilizadores. Para os homens, livros motivacionais espalhados pela casa, bonecos de peluche, demasiados cosméticos, padrões florais e decorações muito femininas são os motivos que os fazem perder o interesse. Para as mulheres, a coisa também não é bonita: apartamentos praticamente vazios, demasiados jogos e decorações feias são o top três do desinteresse.

As mensagens embriagadas a meio da madrugada

Por melhor que lhe pareça a ideia de enviar aquele testamento às quatro da madrugada, o mais provável é que a outra pessoa não lhe ache tanta piada quando o ler de manhã (e sóbria). A revista online Thought Catalog explica que declarações de amor através de mensagens embriagadas são interpretadas, pela outra pessoa, como depressivas, exageradas e falsas.

A man shows the smartphone photo sharing application Instagram on an Iphone on April 10, 2012 in Paris, one day after Facebook announced a billion-dollar-deal to buy the startup behind Instagram. The free mini-program lets people give classic looks to square photos using "filters" and then share them at Twitter, Facebook or other social networks. AFP PHOTO THOMAS COEX (Photo credit should read THOMAS COEX/AFP/Getty Images)

Pense duas vezes antes de abrir o “chat” e carregar no “enviar”. Foto: Thomas Coex/AFP/Getty Images

Comentários demasiado críticos

Dizem mais acerca da psicologia do crítico do que das pessoas ou das coisas que ele critica. O site Psychology Today escreve que comentários críticos são um dos piores desastres nas relações e que, ao serem uma forma fácil de defesa do ego, tendem a afastar as outras pessoas.

Demonstrações de amor demasiado intensas

Tendemos a acreditar que, para a outra pessoa confiar em nós e nas nossas intenções, devemos ser honestos, dizer-lhe o que sentimos, sermos protetores e mostrar-lhe que realmente nos preocupamos. Segundo o site de encontros eHarmony, andamos a fazer tudo errado. A famosa música de Sting, “Every Breath You Take”, foi número um em 1983 e uma das músicas mais tocadas na rádio. Mas também foi confundida com uma música de amor quando, na verdade, descrevia comportamentos obsessivos. Sting, que a escreveu após o divórcio da sua primeira mulher, chegou a dizer que não entendia como é que as pessoas a interpretavam como uma música de amor. Geralmente, tendemos a acreditar que demonstrações de amor e de ciúmes são sinais de verdadeiro amor e compromisso mas, na verdade, são sufocantes e podem ser a razão por que as pessoas fogem de si.

Um copo é bom, dois ou três já é demais

Isto é especialmente mau se for o único a beber na mesa e vale tanto para homens como para mulheres. O jornal britânico Mirror diz que é bom beber um copo quando se está nervoso, principalmente nos primeiros encontros com alguém, mas exagerar na bebida vai fazer com que a outra pessoa perca o interesse em conversar consigo.

Os comportamentos que afastam os homens

Segundo o jornal britânico The Sun, demasiada maquilhagem, bronzes falsos, unhas compridas e saltos demasiado altos não atraem os homens. Neste caso, a simplicidade é o mais valorizado, com 47% dos homens a dizerem que a roupa que preferem numa mulher se resume a umas calças de ganga e um top (o que deita por terra o mito de que os homens gostam de mulheres de saias e decotes reveladores).

Os comportamentos que afastam as mulheres

O segredo está nos detalhes. O Huffington Post inquiriu as suas leitoras e chegou a várias conclusões sobre o que faz uma mulher fugir de um homem. Eis seis: chegar atrasado, cheirar mal, não saber manter uma conversa interessante, falar das ex-namoradas, vestir uma t-shirt com um grande decote em V e olhar demasiado para o peito das mulheres.

https://twitter.com/findgoodauctio5/status/728069847473496067

Abusar do Instagram, Facebook, Twitter ou Snapchat

É verdade que as redes sociais desempenham um papel mais ou menos importante nas nossas vidas, mas isso só implica que temos de ter cuidado com a forma como as usamos nas relações. A Fox News Magazine explica que estar constantemente com o telefone na mão dá a entender, à outra pessoa, que está aborrecido, distraído ou, pior ainda, desinteressado.