Dark Mode 168kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Resistência, paciência e sorte: o guia completo para entender as 24 Horas de Le Mans

Arranca este sábado uma das principais provas de automobilismo do mundo, marcada pela sua longa duração, carros de diferentes categorias e imprevisibilidade. O Observador descomplica a corrida.

i

60 carros disputam as 24 horas de Le Mans em 2016

Getty Images

60 carros disputam as 24 horas de Le Mans em 2016

Getty Images

Enquanto os olhos do mundo se voltam para os relvados franceses, onde se disputa o Europeu de Futebol, arranca este sábado, no norte do país, uma das principais corridas de automobilismo do mundo. Trata-se das 24 Horas de Le Mans, a mais longa corrida do desporto motorizado. Esta será a 84º edição da prova e terá pela primeira vez, desde 1955, a participação de 60 carros, distribuídos em quatro categorias e representados por 180 pilotos de 27 países.

Portugal estará presente nas 24 Horas de Le Mans com quatro pilotos: Filipe Albuquerque e João Barbosa participam na classe LMP2 e Pedro Lamy e Rui Águas nos GTE-AM. Há espaço ainda para a Algarve Pro Racing, a primeira equipa portuguesa a participar da corrida desde a Quifel ASM Team, em 2011.

Resistência, paciência e sorte são ingredientes necessários para garantir um bom resultado numa corrida imprevisível, que põe à prova pilotos, carros e equipas. Nunca viu as 24 Horas de Le Mans? O Observador preparou um guia para que fique a conhecer as principais regras e peculiaridades da corrida.

O que se disputa nas 24 Horas de Le Mans?

(L to R) New Zealand's Brandon Hartley on his Porsche 919 Hybrid N°1, France's Benoit Treluyer on his Audi R18 Hybrid n°7, take part in a free practice session of the 84th Le Mans 24 hours endurance race, on June 7, 2016 in Le Mans, western France. Sixty cars with 180 drivers will participate on June 18 and 19 in the Le Mans 24-hours endurance race. / AFP / JEAN-FRANCOIS MONIER (Photo credit should read JEAN-FRANCOIS MONIER/AFP/Getty Images)

As 24 Horas de Le Mans é a etapa mais longa das nove provas do Campeonato Mundial de Resistência

As 24 Horas de Le Mans fazem parte do calendário do Campeonato Mundial de Resistência, também conhecida como WEC (World Endurance Championship), desde 2012. Ao longo da história, a corrida já foi um evento único e pertenceu a outras categorias de resistência.

Ao lado das 500 Milhas de Indianápolis e do GP de Mónaco de Fórmula 1, faz parte da chamada Tríplice Coroa do Automobilismo, termo utilizado para referir as três provas mais tradicionais do desporto motorizado. A primeira prova aconteceu em 1923 e, desde então, só não aconteceu em 1936, devido a uma greve geral em França, e entre 1940 e 1948, por causa da Segunda Guerra Mundial.

A etapa de Le Mans é a terceira, mais importante e mais longa das nove etapas do Campeonato de Resistência, motivo pelo qual vale pontuação dobrada na disputa ao título. Diferente da Fórmula 1, cujo principal foco é a velocidade, no Mundial de Resistência os carros devem também levar em conta a confiabilidade para sobreviver a longa duração das corridas. Em termos práticos, isto significa projetar carros que priorizem o uso eficiente de combustível, bateria, freios e pneus, que resistam às eventuais mudanças climáticas e que se adaptem à variação de luminosidade.

E onde se disputa a corrida?

A corrida acontece no Circuit de la Sarthe, próximo à cidade de Le Mans. A pista não é permanente: algumas partes do seu traçado são formadas por estradas abertas ao público 364 dias ao ano. A sua distância total é de 13,629 km, sendo uma das maiores pistas do mundo. Devido ao seu tamanho, são utilizados três safety cars nos casos em que a corrida é temporariamente interrompida por questões de segurança.

Cerca de 80% do Circuit de la Sarthe é percorrido com aceleração máxima, com destaque para a um das retas mais longas do Mundial de Resistência, a Ligne Droite des Hunaudières, cortada por duas chicanes. A pista é formada por 38 curvas, o que exige dos carros um pacote aerodinâmico equilibrado para lidar com as desacelerações e o downforce, que é a aderência que “empurra” os carros contra a superfície.

E dura mesmo 24 horas? Como saber quem ganha a corrida se não há um número específico de voltas?

As 24 Horas de Le Mans duram exatamente 24 horas, com início este sábado, às 14h (horário de Lisboa), e fim no domingo, às 14h. Ganha quem tiver dado mais voltas neste período de tempo. No caso dos carros que conseguirem terminar na mesma volta, é simples: ganha quem chega primeiro.

O número de voltas pode variar de acordo com a chuva, número de acidentes e trocas de pneus. A maior distância percorrida na corrida foi de 397 voltas, em 2010, pelos pilotos Timo Bernhard, Romain Dumas e Mike Rockenfeller. Já a volta mais rápida foi conseguida por Andre Lotterer, em 2015, com o tempo de 3:17.475. A maior velocidade média de um vencedor da corrida foi da equipa Audi R15+ TDI, em 2010, com 225.228 km/h.

Por tratar-se de uma corrida com duração de um dia, os carros e a pista são equipados com luzes para que se adaptem às variações de luminosidade ao longo da disputa, sobretudo à noite. No caso da corrida deste ano, a revista Autobild relata que se espera o entardecer às 9h02 (horário de Lisboa) e o amanhecer às 4h59.

LE MANS, FRANCE - JUNE 16: The Signatech Alpine of Nicolas Lapierre, Gustavo Menezes and Stephane Richelmi drives during qualifying for the Le Mans 24 Hour race at the Circuit de la Sarthe on June 16, 2016 in Le Mans, France. (Photo by Ker Robertson/Getty Images)

Os carros são equipados com luzes para que se adaptem às variações de luminosidade ao longo da corrida.

E quais são as principais regras da corrida?

  • Os 60 carros estão divididos em quatro classes, com especificações similares. Há os protótipos construídos especificamente para Le Mans (LMP), subdivididos em duas categorias (LMP1 e LMP2), de acordo com a velocidade, peso e potência. Há ainda os chamados carros de turismo (GT), parecidos aos carros de rua, subdivididos em duas categorias (GT Endurance Pro e GT Endurance AM), caso o carro tenha o apoio de uma equipa de fábrica ou seja uma iniciativa privada.
  • Os 60 carros disputam entre todos a vitória na corrida e também a vitoria dentro das suas classes. Como os LMP1 são os mais rápidos, a disputa pela vitória geral costuma ficar entre os seus modelos.
  • Por questões de segurança, um piloto não pode correr todas as 24 horas da corrida. A comissão organizadora da corrida estipulou um limite máximo de quatro horas num intervalo de seis horas como tempo máximo que um piloto pode estar ao volante de maneira contínua. Este é o motivo pelo qual os 60 carros têm mais de um piloto. No caso da edição deste ano, todas as equipas vão contar com três pilotos para que se revezem durante a disputa. Nenhum dos participantes pode correr mais de 14 das 24 horas.
  • Durante um pit stop, os carros devem estar desligados. Além de ser mais seguro para evitar eventuais incêndios, é um teste de confiabilidade para a parte mecânica dos veículos.
  • Os mecânicos só podem realizar o reabastecimento e a troca de pneus de maneira sequencial e não ao mesmo tempo, como na Fórmula 1. No caso da troca de pneus, apenas podem trabalhar quatro mecânicos, utilizando uma pistola. Em 2015, o pit stop mais rápido realizado apenas para reabastecimento durou 51,3 segundos, enquanto o pit stop mais rápido incluindo troca de pneus e de piloto teve a duração de 1:13.9 minuto. A equipa Porsche, vencedora geral da última edição, fez 30 paradas nos boxes. Por isto, a estratégia para a escolha do momento certo para entrar nos boxes pode ser fundamental para conseguir um bom resultado na corrida.
  • Os carros devem correr pelo menos uma hora antes de poder repor os fluidos do carro, como óleo ou fluidos de refrigeração.
  • Para que um carro possa aparecer na tabela final de resultados, é preciso cruzar a linha de chegada após o fim das 24 horas e ter completado pelo menos 70% da distância total percorrida pelo vencedor geral.

Afinal, como é esta história da divisão dos carros em classes? Como é que eu diferencio um veículo de outro?

LMP1: são os carros mais rápidos das 24 Horas de Le Mans, desenvolvidos de maneira exclusiva para o WEC. No total, participam nove carros de cinco equipas: os construtores Porsche, Audi e Toyota, com dois carros cada e as equipas privadas Rebellion (dois carros) e ByKolles (um carro). Os carros são identificados pelo número de porta de fundo vermelho e luzes brancas.

LMP2: são carros mais pesados e um pouco mais largos que os veículos da LMP1 e podem ter o cockpit aberto. É considerada uma categoria de acesso ou de preparação para a LMP1, reservada para equipas privadas. No total, participam 23 carros, identificados pelo número de porta de fundo azul e luzes brancas.

LM GTE Pro: são carros parecidos com os modelos comerciais, mas fabricados por construtores e dedicados a pilotos profissionais. Este ano, a classe conta com 14 carros identificados pelo número de porta de fundo verde e luzes amarelas.

LM GTE Am: são praticamente iguais aos LM GTE Pro, mas destinados a equipas privadas e aberta a pilotos amadores. Conta com 13 carros e são identificados pelo número de porta de fundo laranja e luzes amarelas.

Há, ainda, espaço para o chamado Garage 56, uma vaga dedicada a carros convidados que não pertencem a nenhuma classe e que trazem algum tipo de inovação tecnológica. Participa desta edição o carro Morgan-Nissan LMP2 da equipa Oak Racing, tendo como um dos seus representantes Fréderic Sausset, um piloto biamputado.

E onde entram os pilotos portugueses?

Os pilotos Filipe Albuquerque e João Barbosa participam da classe LMP2. Albuquerque corre na equipa RGR by Morand, com um modelo Ligier JS P2-Nissan e vai partir do 12º lugar da grelha em relação à sua classe. Já Barbosa pertence à equipa Krohn Racing, com um modelo Ligier JS P2-Nissan, e começa a corrida na última posição entre os LMP2.

Na classe GTE Am, Pedro Lamy com o Aston Martin Vantage GTE, da equipa Aston Martin, larga da 2º posição, enquanto Rui Águas corre com o Ferrari 458 Italia GT2 e inicia a corrida no quinto posto.

Já a equipa portuguesa Algarve Pro Racing faz a sua estreia nas 24 Horas de Le Mans com o modelo Ligier JS P2-Nissan, sem contar com nenhum piloto português. A equipa começa a corrida do 18º lugar da categoria LMP2.

E em quem devo ficar de olho?

Na LMP1, os dois carros da Porsche largam das duas primeiras posições e são os favoritos repetir a vitória de 2015. Romain Dumas, Marc Lieb e Neel Jani são os primeiros da grelha de partida, seguidos do trio formado por Timo Bernhard, Brendon Hartley e Mark Webber, que terminaram a corrida de 2015 em segundo lugar.

A Toyota fez algumas melhorias no seu motor e aparece como força concorrente, no terceiro e quarto lugar, nas mãos do trio Mike Conway, Stéphane Sarrazin e Kamui Kobayashi com o carro nº 6, e Sébastien Buemi, Anthony Davidson e Kazuki Nakajima no carro nº5, respetivamente.

Apesar de não terem feito uma boa classificação, os carros da Audi venceram as últimas oito de dez edições das 24 Horas de Le Mans. O trio André Lotterer, Marcel Fassler e Benoit Tréluyer com o carro nº7 começa em quinto lugar, enquanto Loic Duval, Lucas di Grassi e Oliver Jarvis vêm em sexto lugar com o carro nº 8.

É de salientar que a posição de largada não é necessariamente vinculante para a vitória, sobretudo este ano com a chuva prevista para este fim de semana. De fato, o próprio safety car da corrida sentiu, esta quinta-feira, os efeitos da pista molhada.

https://www.youtube.com/watch?v=DyTA8nVSP4U

Já na LMP2, as atenções estarão voltadas para os quatro carros oficiais da Ford, que regressa à competição para celebrar o 50º aniversário da vitória do construtor em Le Mans, em 1966.

Onde ver?

Sábado – 18 de junho

  • Warm-up: 08h00/09h00 (Eurosport)
  • Corrida de Apoio: 10h00/11h15 (Eurosport)
  • Corrida 24 Horas – 13h45/20h00 (Eurosport)
  • 24 Minutos – 20h00/20h30 (Eurosport)
  • Corrida 24 Horas – 20h00/20h30 (Eurosport 2)
  • Corrida 24 Horas – 20h30 (Eurosport)

Domingo – 19 de junho

  • 24 Minutos: 07h30/08h00 (Eurosport)
  • Corrida 24 Horas: 07h30/08h00 (Eurosport 2)
  • Corrida 24 Horas: 08h00/14h45 (Eurosport 1)

Nota: texto atualizado no dia 20/06, às 16h39, com informações sobre o Circuit de la Sarthe.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.