534kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Caso dos vouchers: Sporting faz queixa do Benfica na UEFA

Este artigo tem mais de 5 anos

Sporting anunciou que fez queixa do rival junto da entidade que gere o futebol europeu por o Benfica ter admitido que as "ofertas" a árbitros se estendiam às competições europeias.

i

MARIO CRUZ/EPA

MARIO CRUZ/EPA

O Sporting fez queixa do Benfica à UEFA do chamado “caso dos vouchers”. A confirmação foi feita pelo diretor de comunicação do clube no Facebook, que adiantou que “após ter sido dado como provado que estas [‘ofertas’ a árbitros] existiam, e de ter sido assumido pelo próprio Benfica e pela FPF de que as ditas ‘ofertas’ se estendiam também às competições europeias, e por não sabermos se esta prática se mantém hoje em dia, entendemos fazer, também no tempo próprio, uma exposição à UEFA.”

No mesmo comunicado, Nuno Saraiva critica o facto de a comunicação social utilizar o “agressivo” termo de “guerra de clubes”, explicando que não é disso que se trata, mas apenas de “luta pela verdade, pela dignificação do futebol e dos agentes desportivos, pela verdadeira democracia por que tantos lutaram, pelo respeito pelas pessoas e por não querer que se mantenha o rumo do precipício para onde infelizmente o futebol português caminha”.

Na última terça-feira o Benfica repetiu o seu empenho no “cabal esclarecimento e célere decisão” deste caso (conhecido como “caso dos vouchers”), que foi iniciado por denúncias e acusações proferidas há mais de um ano pelo atual presidente do Sporting.

Num programa televisivo, entre outras acusações, Bruno de Carvalho referiu que o Benfica fazia ofertas de cortesia a equipas de arbitragem em todos os jogos que poderiam atingir um valor global por época a rondar os 250 mil euros.

Entretanto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) remeteu para o Ministério Público competente uma participação da FPF sobre as declarações do presidente do Sporting sobre aliciamentos a árbitros.

A 27 de janeiro deste ano, no âmbito da justiça desportiva, a Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional anunciou o arquivamento do processo decorrente das afirmações do presidente do Sporting sobre as ofertas do Benfica a árbitros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.