Os portugueses são líderes mundiais em compras transfronteiriças, segundo um inquérito conduzido pela Ipsos para a PayPal em 32 países. O estudo revela que 87% dos portugueses que efetuaram compras eletrónicas afirmam que já fizeram aquisições transfronteiriças. É a percentagem mais alta entre as 32 nações, que é seguida pelos 81% da Irlanda e pelos 77% do Peru. Os japoneses são os mais concentrados em compras eletrónicas domésticas: 95% são feitas em comerciantes locais.

Os comerciantes do Reino Unido, da China e de Espanha são os mais populares entre os consumidores portugueses que fazem compras eletrónicas internacionais.

Com base no inquérito, a PayPal, a empresa que gere o sistema de pagamento digitais usado por 192 milhões de clientes, estima que os consumidores portugueses gastem quase três mil milhões de euros em compras eletrónicas em 2018. Miguel Fernandes, diretor de vendas da PayPal para Portugal, revela que, embora prevejam a continuação do crescimento das compras eletrónicas, haverá uma desaceleração: 17% em 2016, 14% em 2017 e 11% em 2018.

O estudo mostra que “70% de todos os portugueses adultos e com acesso à Internet fez compras online nos últimos 12 meses”. Desses consumidores, apenas 4% previa reduzir a despesa com compras eletrónicas.

Miguel Fernandes diz que a conclusões do estudo não mudam a estratégia da PayPal para Portugal. A companhia estima que o seu sistema está disponível em 70% dos comerciantes eletrónicos portugueses.