Actualmente com uma espera para entrega do superdesportivo Chiron ao cliente na ordem dos três anos, além de uma lista de espera que supera já largamente as 500 unidades inicialmente previstas, a Bugatti acaba de tomar uma inesperada decisão: a produção deste modelo já não vai ficar pelo meio milhar de unidades, conforme foi inicialmente anunciado.

A confirmação da decisão foi dada pelo próprio CEO da Bugatti, Wolfgang Durheimer, reconhecendo que, devido à forte procura, o tempo de espera para entrega de uma unidade Chiron é, neste momento, já de três anos. Segundo o mesmo responsável, só nos primeiros nove meses após o lançamento do superdesportivo, mais de 220 unidades foram encomendadas.

Os números – impressionantes, se tivermos em linha de conta que se trata de um carro que custa cerca de 2,4 milhões de euros –, suplantam largamente as previsões iniciais da marca francesa, que contemplavam o fabrico de apenas 500 unidades durante os oito anos que seriam o ciclo de vida do modelo.

Face a tamanho interesse, a Bugatti prepara já não só o aumento do número de unidades a produzir, como o próprio ritmo de produção, de forma a conseguir atingir, em 2017, a cifra das 65 unidades entregues. Por outro lado, e mais uma vez devido à procura, a marca francesa tem optado por satisfazer primeiro pedidos de clientes que já possuem um Bugatti. O que faz com que, aqueles que tentam comprar pela primeira vez um modelo do fabricante, tenham de aguardar mais tempo na fila de espera…