A líder do CDS diz que o partido não está disponível para deixar de apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara Municipal do Porto em troca de um apoio do PSD à candidatura centrista à autarquia de Lisboa. “Não vemos nenhuma razão para nos afastarmos desse caminho que já foi decidido”, disse Assunção Cristas esta segunda-feira durante uma ação de campanha.

No domingo à noite, Luís Marques Mendes disse, no comentário semanal da SIC, que o PSD estava a tentar convencer os democrata-cristãos a não apoiarem Rui Moreira no Porto para que os sociais-democratas dessem o aval à candidatura de Assunção Cristas na capital. “Esse não é, neste momento, um assunto em cima da mesa”, garantiu a líder partidária esta segunda-feira, lembrando que “o CDS foi o único partido que apoiou Rui Moreira há quatro anos”.

A candidata à câmara lisboeta não quis dar mais pormenores sobre as negociações que decorrem entre os dois partidos neste momento. “O tempo dirá como é que as coisas correm”, disse Assunção Cristas, que diz estar “a trabalhar com tranquilidade no terreno”.