A primeira pedra da Casa do Cinema Manoel de Oliveira vai ser lançada em julho deste ano. A garantia foi dada esta terça-feira por Ana Pinho, presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves.

“O projeto já está a ser implementado. Neste momento o júri está a escolher a empresa que fará a gestão da obra”, adiantou aos jornalistas Ana Pinho, após a apresentação da programação de Serralves para 2017. “Depois, far-se-á o concurso para a construção, que começará em julho deste ano.”

O projeto arquitetónico é do arquiteto Siza Vieira e a Casa vai acolher o acervo do realizador portuense, falecido em 2015. Ana Pinho estima que entre agosto e setembro de 2018 o público já possa entrar no edifício, que vai ser erguido no extremo nordeste do Parque de Serralves.

A Casa do Cinema Manoel de Oliveira estava dependente de fundos comunitários do Programa Operacional Regional do Norte 2014/2020. Em junho do ano passado, a candidatura de Serralves foi aprovada e será apoiada com 2,125 milhões de euros. Deverá ter, para além da sala de exposições, um anfiteatro.