A empresa alemã Volkswagen destronou pela primeira vez a japonesa Toyota como a maior construtora automóvel do mundo, título que a Toyota detinha desde 2012.

A Toyota deu a conhecer esta segunda-feira as vendas em 2016, que apesar de terem crescido 0,2%, ficaram-se pelos 10,2 milhões, abaixo dos 10,3 milhões de veículos vendidos pela Volkswagen.

O crescimento da Volkswagen, segunda a empresa, deve-se essencialmente ao crescimento das vendas na China, que é o segundo maior mercado para os automóveis da marca alemã depois da Europa.

Segundo o Wall Street Journal, as vendas da Toyota acabaram por não crescer tanto porque os principais mercados da empresa são o Japão e os Estados Unidos, sendo que nos EUA a procura é mais intensa para SUV e camiões e as fábricas norte-americanas da Toyota que produzem este tipo de veículos já estão no máximo da sua capacidade.

A norte-americana General Motors, que foi a maior construtora durante mais de 70 anos, ainda não deu a conhecer as vendas de 2016. Em 2015 foi a terceira empresa que mais veículos vendeu no mundo.