Bruno de Carvalho 'contra-ataca' alegada existência de uma 'cartilha' do Sporting

O Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, através de um post na sua página de Facebook, negou a divulgação de diretrizes aos comentadores do clube e, de forma sarcástica, apresentou uma possível.

i

O presidente do Sporting negou a existência de uma 'cartilha', mas apresenta pontos por onde os comentadores se devem guiar

O presidente do Sporting negou a existência de uma 'cartilha', mas apresenta pontos por onde os comentadores se devem guiar

O Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho, através de um post na sua página de Facebook, negou, esta terça-feira, a divulgação de diretrizes aos comentadores do clube. E, de forma sarcástica, elaborou uma lista de dez recomendações para sportinguistas a que chama a sua “cartilha”.

A publicação de Bruno de Carvalho surge em reação à notícia avançada também hoje pelo jornal Correio da Manhã onde se afirma que o clube de Alvalade, à semelhança do Benfica, também enviaria um documento com determinados assuntos que os comentadores afetos ao clube deveriam abordar nos canais onde fazem comentário desportivo.

Através do Facebook, Bruno de Carvalho – que cumpre um castigo de 113 dias de suspensão -, usou um tom sarcástico para negar quaisquer diretrizes enviadas a comentadores, afirmando que “querem confundir um clube que envia informação pertinente aos órgãos sociais e comentadores com terrorismo comunicacional concertado”. Mais, num tom duro e irónico, o presidente dos ‘leões’ mostra, não uma ‘cartilha’, mas dez pontos pelos quais todos os comentadores afetos ao clube se devem guiar.

Entre os dez pontos destacados por Bruno de Carvalho destaca-se, por exemplo, o ponto sete onde afirma “que ninguém se ache acima da Lei pois todos acabam por cair um dia”, ou ainda o ponto nove onde diz: “Que quem me quer colocar uma mordaça saiba que conheço as Leis pelas quais tenho de responder e sei bem o que significa liberdade e democracia”.

Pode ver a publicação completa aqui:

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.