No ano passado, mais de 19 milhões de turistas entraram em Portugal. Este ano, a secretaria de Estado do Turismo prevê que o número suba para os 21 milhões. Para “responder aos desafios estratégicos do setor”, o Turismo de Portugal e a Fábrica de Startups desenharam o Tourism Explorers, um programa de e criação e aceleração de startups que arrancou esta segunda-feira e que não quer deixar nenhuma região de fora. Por isso, vai percorrer, em simultâneo, 12 cidades do país, à procura de novos projetos na área do Turismo.

O Tourism Explorers vai passar por Viana do Castelo, Braga, Porto, Coimbra, Castelo Branco, Abrantes, Caldas da Rainha, Lisboa, Setúbal, Évora, Faro e Angra do Heroísmo, à procura de projetos que possam dar resposta aos desafios do setor do Turismo, identificando as necessidades dos clientes e desenvolvendo soluções inovadoras.

Este programa cumpre com a nossa grande missão de ajudar as pessoas a serem empreendedoras. Mas não só. Estamos aqui para facilitar a vida dessas pessoas, porque também queremos que tenham boas hipóteses de sucesso. Temos ainda como objetivo levar os nossos programas de aceleração para o interior do nosso país, onde existem muitas oportunidades para serem criados bons negócios”, sublinhou António Lucena de Faria, líder da Fábrica de Startups, em comunicado.

O programa de criação e aceleração de startups conta com a colaboração de entidades de vários pontos do país, ligadas ao empreendedorismo, como a Porto Business School, a Startup Braga, o Centro de Empresas Inovadoras (CEI), o Tagus Valley, a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL) e a Startup Angra, assim como as Escolas de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, Coimbra, Caldas da Rainha, Setúbal e Faro.

O Tourism Explorers vai dividir-se em duas fases. Na primeira, criam-se as equipas, e no fim da semana, são escolhidos os melhores projetos de cada cidade, passando, assim, para a Final Nacional de Ideação, que vai decorrer a 20 de julho, na Porto Business School.

A fase de aceleração vai acontecer entre 6 de setembro e 18 de outubro, para que as equipas testem e validem os modelos de negócio. A 23 de outubro, na Startup Braga, serão apresentados os projetos vencedores das doze cidades e será conhecido o grande vencedor nacional.