A Seedrs abriu o mercado secundário de compra e venda de ações de empresas a todos os investidores. Criado em maio de 2017, este mercado permitia que apenas quem participasse na campanha de crowdfunding [financiamento coletivo] de determinada empresa pudesse comprar ou vender ações da mesma, para efeitos de liquidação ou para aumentar a quota acionista. Agora, qualquer investidor passa a poder comprar ou vender ações que estejam disponíveis.

Em cerca de nove meses, foram transacionados mais de 850 lotes de ações, avaliadas em mais de 250 mil libras esterlinas (281 mil euros), anunciou em comunicado a plataforma lusobritânica de crowdfunding. O mercado secundário da Seedrs está aberto para negociação durante uma semana por mês e as ações são negociadas por um “valor justo”, que é o preço que a Seedrs atribui com base na sua política de avaliação.

Seedrs cria mercado secundário de compra e venda de ações de empresas

A Seedrs é a maior plataforma de financiamento coletivo europeia, permitindo a empresas e investidores financiarem pequenas e médias empresas e startups e foi cofundada pelo português Carlos Silva. Aceita campanhas e investimento em euros e libras e foi a primeira plataforma a nível mundial a ter a sua atividade autorizada e regulada pela Financial Conduct Authority, no Reino Unido.

Tem escritórios em Lisboa, Londres, Nova Iorque, Amsterdão e em Berlim e no ano passado ajudou a financiar quase 160 campanhas através da Seedrs por investidores de 65 países que, com 45 mil investimentos concretizados, contribuíram, em média, com 2.230 euros.