Erro no Festival da Canção. Rui David está "amargurado", agência de Mallu Magalhães e Beatriz Pessoa não comenta

À conta do erro nos votos, Rui David e Jorge Palma passam à final do Festival da Canção. Rui soube do erro por um amigo. A agência de Beatriz Pessoa e Mallu Magalhães não quer comentar.

i

RTP

RTP

Houve uma reviravolta digna de uma cerimónia dos Óscares na primeira semifinal do Festival da Canção. Uma contagem errada dos televotos fez com que a RTP se enganasse a anunciar os vencedores do evento. Afinal, foi a música “Sem Medo” de Jorge Palma e Rui David que passou à final do Festival; e não “Eu Te Amo” de Mallu Magalhães e de Beatriz Pessoa. Ao Observador, Rui David diz-se “espantado” e “amargurado” por não ter podido celebrar no domingo à noite. A agência de Beatriz Pessoa e de Mallu Magalhães prefere não comentar.

Rui David mal teve tempo para conversar com Jorge Palma, compositor da canção que interpretou domingo à noite sobre o facto de, afinal, ter conquistado um lugar na final do Festival da Canção. A notícia, que lhe chegou através de um amigo, circulou tão rapidamente que quase o atropelava. Ao Observador, ainda mal refeito da surpresa, admitiu estar “espantado e com mixed feelings:

É uma sensação amarga porque ontem custou não ter passado. Estou feliz por ter passado, mas preferia ter desfrutado dessa alegria no domingo à noite”, confessa.

Mais tarde, na sua conta de Facebook, o cantor esclareceu que “a RTP manteve o Bairro da Música, agência minha representante, informada de todos os acontecimentos desde o primeiro momento”.

E explica o que aconteceu nos instantes após a primeira semi-final. “Após o directo, assim que a produção do Festival da Canção percebeu que a votação final poderia estar incorrecta, e que isso poderia alterar a classificação final, informou prontamente os meus representantes de que iriam proceder a uma auditoria interna para examinar a situação. Dada a sensibilidade do assunto e para que não fossem criadas falsas expectativas, os meus representantes optaram por informar-me apenas quando a alteração na classificação final foi confirmada”, explicou.

Também Jorge Palma partilhou o comunicado da RTP que dá conta da mudança na contagem dos votos no Facebook, embora não tenha introduzido nenhum comentário. O compositor de “Sem Medo” limitou-se a citar parte do documento posto a circular pelo canal: “No decurso do processo de auditoria interna, que ocorreu após a emissão do programa em direto, foi detetado que a votação final divulgada estava incorreta. Identificado o erro na transcrição dos pontos do televoto (votos do público), a RTP atuou prontamente, no sentido de esclarecer de forma transparente o sucedido, junto dos compositores e intérpretes envolvidos”.

Contactada pelo Observador, a agência Arruada — que faz a gestão de carreira de Beatriz Pessoa e de Mallu Magalhães — afirma que “não há mais nada a acrescentar ao comunicado da RTP”. E nem comenta se concorda com a opinião de quem pede que “Eu Te Amo” passe à final juntamente com a canção de Jorge Palma e Rui David. É que na Letónia, no evento onde se decide quem vai representar o país na Eurovisão, também houve um engano na contagem dos televotos e a organização decidiu levar as duas músicas (a real vencedora e a que foi anunciada erradamente) à final.

De acordo com o novo comunicado enviado pela RTP para os jornalistas, a música de Rui David e de Jorge Palma passa a ser uma das sete que saem para primeira semifinal do Festival da Canção para a final do evento, a realizar-se dia 4 de março. “Sem Medo” entra nos sete favoritos da primeira fase do espetáculo, mas tira o lugar à canção “Eu Te Amo”, interpretada por Beatriz Pessoa e composta por Mallu Magalhães.

[Recorde no vídeo o erro na primeira semifinal do Festival da Canção]

[jwplatform VzQtDJC4]

Os resultados corrigidos esta manhã durante a auditoria interna da RTP após a emissão do programa em direto mudam o quadro de vitórias e dissabores do Festival da Canção. A canção da brasileira Mallu Magalhães e Beatriz Pessoa sai do quinto lugar entre os vencedores e fica seis entradas abaixo do anunciado no domingo; e a canção preparada por Jorge Palma, que tinha ficado em oitavo lugar, passa para sétimo. Quem morre na praia é, no final das contas, José Cid: fica em oitavo lugar — o primeiro a não ser qualificado — com a canção “O Som da Guitarra é a Alma de Um Povo”.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.