Espaço

Jeff Bezos. O dono da Amazon quer viagens espaciais mais baratas

Dono da Amazon quer baixar os preços das viagens ao espaço para poder "explorar o sistema solar". No jantar anual do Explorers Club disse como pretende financiar a Blue Origin -- e ainda comeu iguana.

Getty Images

O dono e fundador da Amazon, Jeff Bezos, anunciou que quer viagens ao espaço mais baratas para poder “explorar o sistema solar”. “Estou no processo de converter os ganhos da Amazon em preços de admissão mais baixos para que possamos explorar o sistema solar”, explicou, citado pela Bloomberg. Bezos falou durante o jantar anual do Explorers Club (uma associação que pretende promover a exploração científica do solo, mar, ar e espaço), onde recebeu o Prémio Buzz Aldrin para a Exploração Espacial.

O presidente da Amazon revelou ainda como pretende financiar a Blue Origin, empresa que fundou em 2000 e que se dedica à construção de componentes destinados ao setor espacial. O objetivo é vender mil milhões de euros em ações da Amazon e reconduzir o dinheiro para a Blue Origin, que está atualmente a desenvolver um foguetão reutilizável.

Um interesse que não é novo

A data de criação da Blue Origin deixa perceber que o interesse de Jeff Bezos pelo espaço não é um capricho recente. Há alguns anos anunciou que ia à procura de espaço… no mar. Confuso? Na década de 1950, a Rocketdyne criou o motor F-1, instalado anos mais tarde no foguetão Saturno V e que foi usado em missões Apollo. Alguns minutos depois de o foguetão descolar, os motores separam-se do módulo e caem ao mar.

É aqui que entra a expedição de Jeff Bezos, ao ter anunciado, em 2012, que tinha detetado dois motores F-1 e que iria tentar recuperá-los. E a mãe, Jackie Bezos, também foi com ele. No jantar do Explorers Club, Jeff contou como foi o início da viagem.

Quando embarcámos no navio pela primeira vez, o capitão norueguês veio ter comigo e disse “Sr. Bezos, tomei a liberdade, porque a sua mãe está a bordo, de remover toda a pornografia das áreas comuns. Espero que esteja bom para si”

Em março de 2013, Bezos anunciou que tinha conseguido recuperar partes de dois motores F-1 e chegou-se à conclusão de que um deles foi usado na missão Apollo 11, aquela que levou Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins à Lua em 1969.

Jantar com uma ementa especial

O jantar não ficou só marcado pelo declarar de intenções do líder da Amazon. A ementa também esteve em destaque. Tarântulas, baratas e iguanas foram algumas das iguarias servidas aos convidados. E como é visível num tweet da Bloomberg, Bezos não teve qualquer problema em provar a iguana.

No jantar estiveram cerca de 1.200 convidados, incluindo James Lovell, astronauta que participou nas missões Apollo 8 e Apollo 13.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)