A equipa do FC Porto conseguiu esta tarde um dos resultados mais desnivelados de sempre frente ao rival Benfica, goleando por 9-2 na segunda mão dos quartos de final da Liga Europeia depois do triunfo dos encarnados na Luz há duas semanas por 3-2 que deixava tudo em aberto para o jogo com casa cheia no Dragão Caixa. E tudo começou a ser escrito nos primeiros dez minutos, onde os azuis e brancos chegaram ao 5-0 em nove minutos.

Gonçalo Alves e Reinaldo Garcia fizeram os primeiros dois golos em três minutos, o que obrigou Pedro Nunes, técnico das águias, a pedir de imediato um desconto de tempo para reunir as tropas e travar a entrada fortíssima dos portistas. No entanto, a pausa técnica não teve qualquer efeito e foram os mesmos jogadores que continuaram a materializar o domínio azul e branco, com o internacional português a fazer o e o argentino a bisar.

Hélder Nunes, numa situação de power play dos comandados de Guillem Cabestany, aumentou para 6-0 aos 14′ (um minuto depois de ter desperdiçado um livre direto, por cartão azul a Jordi Adroher), com Carlos Nicolia a reduzir aos 15′ fazendo o 6-1 que se registava ao intervalo. E com um pormenor que foi bem percetível: quando começou o jogo e durante algum tempo, a bancada onde costumam estar os membros dos Super Dragões esteve praticamente vazia, ficando a abarrotar numa altura em que o resultado já se encontrava praticamente feito.

No segundo tempo, Gonçalo Alves fez o 7-1 logo a abrir, havendo depois um período mais morno do encontro e com algumas bolas paradas falhadas. Jorge Silva e de novo Gonçalo Alves, a grande figura do encontro com cinco golos, dilataram a goleada do FC Porto antes de Jordi Adroher, no último minuto, reduzir para o 9-2 final.

Desta forma, o FC Porto foi a primeira equipa a apurar-se para a Final Four da Liga Europeia, a principal prova europeia de hóquei em patins, aguardando agora o adversário que sairá do encontro entre Sporting e Oliveirense (os leões venceram na primeira mão em Oliveira de Azeméis por 3-2). A outra meia-final será disputada entre Barcelona, que venceram o Follonica por 5-1, e Reus, que conseguiu uma grande reviravolta na Catalunha onde venceu por 7-2 depois de ter perdido na Corunha com o Liceo por 4-1 na primeira mão.

FC Porto afasta Sporting da Taça nos penáltis no melhor jogo da época de hóquei em patins