O príncipe Harry e Meghan Markle já tinham escolhido Alexi Lubomirski para as fotografias de noivado e este mês elegeram-no para registar os momentos mais marcantes do casamento mais aguardado do ano.

O anúncio foi feito por Kensington Palace, no passado dia 13 de abril, através de um comunicado oficial. “Não podia estar mais contente ou honrado por fotografar esta ocasião histórica. Tendo tirado as fotografias de noivado do príncipe Harry e Srta. Markle, fico muito feliz por poder voltar a testemunhar o próximo capítulo nesta maravilhosa história de amor”, afirmou o fotógrafo de moda.

Filho de uma mãe inglesa e peruana e de um pai polaco e francês, Alexi nasceu no Reino Unido e mudou-se para o Botswana — país onde o príncipe Harry e Meghan Markle passaram as primeiras férias juntos — aos oito anos, com a mãe e o padrasto, lê-se no seu site oficial.

Quando tinha 11 anos, recebeu uma carta do pai, vinda de França, com uma notícia bombástica: era um príncipe. Mais concretamente um príncipe da Casa Lubomirski, com mais de 500 anos, refere o New York Post.

“Basicamente, o meu pai verdadeiro, que na altura vivia em Paris, escreveu-me uma carta — mas em vez de dizer o meu nome no envelope, dizia ‘Príncipe'”, contou o fotógrafo à revista Glamour.

Confuso com toda a situação, mostrou a carta à mãe que rapidamente deitou por terra quaisquer aspirações. “Senti-me como Luke Skywalker [personagem dos filmes Star Wars] porque, de repente, descobres este segredo enorme sobre a tua linhagem, mas rapidamente ela explicou-me que não havia nada. Há um título muito importante, muita história, mas já não há palácios, castelos, arte, fundação, terra ou exército.”

Quando lhe perguntou para que servia então o título, a mãe respondeu-lhe algo que recorda até hoje. “Ela disse: ‘Se queres ser um príncipe nos dias de hoje, tens de ser um príncipe no coração e nas tuas ações.”

Foi também com 11 anos que o padrasto lhe deu a sua primeira câmara fotográfica, mas o seu interesse pela fotografia só despertou numa viagem no Peru durante o seu gap year.

Tirou o curso na Universidade de Brighton (Reino Unido) e foi nessa altura que se interessou por fotografia de moda. Acabado de sair da faculdade, conheceu Mario Testino em Londres e, pouco tempo depois, começou a trabalhar para o conhecido fotógrafo peruano, em Paris, como seu assistente.

Rainha de Inglaterra e “Vogue” suspendem a colaboração com Mario Testino

Ao fim de quatro anos a trabalhar para Testino, foi escolhido para trabalhar para a revista FACE e para a Harper’s Bazaar EUA. E foi só o ponto de partida. Desde então, já fez colaborações para publicações como Harper’s Bazaar Reino Unido, GQ EUA, Allure, Vogue Espanha, Vogue China, e Vogue Alemanha.

Em 2014, publicou dois livros: um com algumas das suas melhores fotografias, para celebrar os seus 10 anos de carreira, e outro, intitulado “Princely Advice for a Happy Life” e dedicado aos seus dois filhos, com poemas e conselhos sobre boas maneiras e cavalheirismo. Dois anos mais tarde, publicou mais um livro de fotografias. Todas as receitas dos livros revertem para a Concern Worldwide, uma instituição de caridade na qual o fotógrafo é embaixador, refere no seu site.

O nome de Alexi Lubomirski, que já trabalhou com nomes de Hollywood como Julia Roberts, Angelina Jolie, Beyoncé, Charlize Theron, Gwyneth Paltrow e Natalie Portman, foi recomendado a Harry e Meghan por um amigo em comum, que lhes disse para ver o seu Instagram.

Quando recebeu o telefonema do Palácio de Kensington para fotografar o casal pela primeira vez — uma chamada totalmente inesperada, uma vez que nunca tinha trabalhado com a casa real britânica –, estava em Londres para acompanhar a mãe que iria ser submetida a uma cirurgia. O fotógrafo britânico vive atualmente em Nova Iorque com a mulher e os dois filhos.

Da sessão fotográfica com o príncipe Harry e Meghan Markle, que Alexi descreve como um “casal encantador, jovem e normal”, foram divulgadas três fotografias. Numa entrevista à CBS, recordou o momento em que fotografou o príncipe a abraçar a futura mulher. “Foi a última fotografia do dia. Ele tinha este sobretudo e eu disse-lhe: ‘Envolve-a [no casaco]’ e ela virou-se para mim. Foi um momento muito bonito. Eles estavam a abraçar-se, a olhar um para o outro e a sorrir.”

O convite para ser o fotógrafo do casamento só surgiu há algumas semanas, depois da entrevista à CBS. Nessa altura, Gayle King perguntou-lhe se achava que não ia ser convidado para fazer o casamento. Segundo a apresentadora, Alexi disse-lhe que “provavelmente não”, uma vez que tinha tido uma “interação muito curta” com o casal.