Rádio Observador

FC Porto

Pinto da Costa, o homem que mudou o futebol português (e voltou a ser feliz aos 80 anos)

1.332

Após quatro anos de más escolhas, Pinto da Costa acertou no embrulho (Sérgio Conceição) e foi a partir daí que teve a melhor prenda aos 80 anos. Alguém se recorda o que era o FC Porto antes dele?

Pinto da Costa na apresentação de Sérgio Conceição, tendo como imagem de fundo a final de Viena de 1987

AFP/Getty Images

Quando olhamos para a imagem deste texto, vemos lá ao fundo o dia em que o FC Porto venceu o favorito Bayern na Taça dos Clubes Campeões Europeus em Viena, no ano de 1987, e se apresentou ao mundo europeu numa história que iria prolongar-se até hoje. No ano passado, o clube assinalou os 30 anos do feito mas não pôde propriamente comemorar: no presente, não havia alegrias, algo custoso para quem foi enraizando o hábito de ganhar ao longo de décadas. Um ano depois, tudo mudou.

Pinto da Costa voltou a acertar naquilo que mais acertava mas que num lapso de quatro anos deixou de acertar: o treinador. A aposta em Sérgio Conceição foi muito superior à escolha de um treinador com trajetos interessantes no V. Guimarães, no Sp. Braga e no Nantes; foi a nomeação de alguém capaz de trazer o FC Porto aos velhos tempos em que havia uma mística e um sentimento de “Ser portista”. E a simbiose que foi criada com os adeptos azuis e brancos mostra isso mesmo: nas últimas duas décadas, Artur Jorge, António Oliveira, José Mourinho, Jesualdo Ferreira, André Villas-Boas ou Vítor Pereira foram opções nacionais que acertaram na mouche a nível de Campeonato, mas é esse capítulo da ligação entre equipa e adeptos que mais aproxima o primeiro ano de Sérgio Conceição do legado deixado por José Maria Pedroto.

De abril de 1982 para cá, o líder dos azuis e brancos tinha ganho um total de 58 títulos, entre 20 Campeonatos, 12 Taças de Portugal, 19 Supertaças, duas Taças dos Campeões Europeus/Liga dos Campeões, duas Taças Intercontinentais, duas Taças UEFA/Liga Europa e uma Supertaça Europeia. Agora, após o maior jejum de sempre no seu reinado (o último troféu tinha sido a Supertaça, em agosto de 2013), Pinto da Costa voltou a celebrar. E teve a sua prenda mais desejada do 80.º aniversário.

Antes PC: Benfica, 24 – Sporting, 15 – FC Porto, 7

1934/35: FC PORTO (22 pontos, + 2 do que o Sporting)
1935/36: Benfica (21 pontos, + 1 do que o FC Porto)
1936/37: Benfica (24 pontos, + 1 do que o Belenenses)
1937/38: Benfica (23 pontos, = ao FC Porto)
1938/39: FC PORTO (23 pontos, + 1 do que o Sporting)
1939/40: FC PORTO (34 pontos, + 2 do que o Sporting)
1940/41: Sporting (23 pontos, + 3 do que o FC Porto)
1941/42: Benfica (38 pontos, + 4 do que o Sporting)
1942/43: Benfica (30 pontos, + 1 do que o Sporting)
1943/44: Sporting (31 pontos, + 5 do que o Benfica)
1944/45: Benfica (30 pontos, + 3 do que o Sporting)
1945/46: Belenenses (38 pontos, + 1 do que o Benfica)
1946/47: Sporting (47 pontos, + 6 do que o Benfica)
1947/48: Sporting (41 pontos, = ao Benfica)
1948/49: Sporting (42 pontos, + 5 do que o Benfica)
1949/50: Benfica (45 pontos, + 6 do que o Sporting)
1950/51: Sporting  (45 pontos, + 11 do que o FC Porto)
1951/52: Sporting (41 pontos, + 1 do que o Benfica)
1952/53: Sporting (43 pontos, + 4 do que o Benfica)
1953/54: Sporting (43 pontos, + 7 do que o FC Porto)
1954/55: Benfica (39 pontos, = ao Belenenses)
1955/56: FC PORTO (43 pontos, = ao Benfica)
1956/57: Benfica (41 pontos, + 1 do que o FC Porto)
1957/58: Sporting (43 pontos, = ao FC Porto)
1958/59: FC PORTO (41 pontos, = ao Benfica)
1959/60: Benfica (45 pontos, + 2 do que o Sporting)
1960/61: Benfica (46 pontos, + 4 do que o Sporting)
1961/62: Sporting (43 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1962/63: Benfica (48 pontos, + 6 do que o FC Porto)
1963/64: Benfica (46 pontos, + 6 do que o FC Porto)
1964/65: Benfica (43 pontos, + 6 do que o FC Porto)
1965/66: Sporting (42 pontos, + 1 do que o Benfica)
1966/67: Benfica (43 pontos, + 3 do que a Académica)
1967/68: Benfica (41 pontos, + 4 do que o Sporting)
1968/69: Benfica (39 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1969/70: Sporting (46 pontos, + 8 do que o Benfica)
1970/71: Benfica (41 pontos, + 3 do que o Sporting)
1971/72: Benfica (55 pontos, + 10 do que o V. Setúbal)
1972/73: Benfica (58 pontos, + 18 do que o Belenenses)
1973/74: Sporting (49 pontos, + 2 do que o Benfica)
1974/75: Benfica (49 pontos, + 5 do que o FC Porto)
1975/76: Benfica (50 pontos, + 2 do que o Boavista)
1976/77: Benfica (51 pontos, + 9 do que o Sporting)
1977/78: FC PORTO (51 pontos, = ao Benfica)
1978/79: FC PORTO (50 pontos, + 1 do que o Benfica)
1979/80: Sporting (52 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1980/81: Benfica (50 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1981/82: Sporting (46 pontos, + 2 do que o Benfica)

Depois PC: FC Porto, 21 – Benfica, 12 – Sporting, 2

1982/83: Benfica (51 pontos, + 4 do que o FC Porto)
1983/84: Benfica (52 pontos, + 3 do que o FC Porto)
1984/85: FC PORTO (55 pontos, + 8 do que o Benfica)
1985/86: FC PORTO (49 pontos, + 2 do que o Benfica)
1986/87: Benfica (48 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1987/88: FC PORTO (66 pontos, + 15 do que o Benfica)
1988/89: Benfica (63 pontos, + 7 do que o FC Porto)
1989/90: FC PORTO (59 pontos, + do que 4 do Benfica)
1990/91: Benfica (69 pontos, + 2 do que o FC Porto)
1991/92: FC PORTO (56 pontos, +10 do que o Benfica)
1992/93: FC PORTO (54 pontos, + 2 do que o Benfica)
1993/94: Benfica (54 pontos, + 2 do que o Benfica)
1994/95: FC PORTO (62 pontos, + 7 do que o Sporting)
1995/96: FC PORTO (84 pontos, + 11 do que o Benfica)
1996/97: FC PORTO (85 pontos, + 13 do que o Sporting)
1997/98: FC PORTO (77 pontos, + 9 do que o Benfica)
1998/99: FC PORTO (79 pontos, + 8 do que o Boavista)
1999/00: Sporting (77 pontos, + 4 do que o FC Porto)
2000/01: Boavista (77 pontos, + 1 do que o FC Porto)
2001/02: Sporting (75 pontos, + 5 do que o Boavista)
2002/03: FC PORTO (86 pontos, + 11 do que o Benfica)
2003/04: FC PORTO (82 pontos, + 8 do que o Benfica)
2004/05: Benfica (65 pontos, + 3 do que o FC Porto)
2005/06: FC PORTO (79 pontos, + 7 do que o Sporting)
2006/07: FC PORTO (69 pontos, + 1 do que o Sporting)
2007/08: FC PORTO (69 pontos, + 14 do que o Sporting)
2008/09: FC PORTO (70 pontos, + 4 do que o Sporting)
2009/10: Benfica (76 pontos, + 5 do que o Sp. Braga)
2010/11: FC PORTO (84 pontos, + 21 do que o Benfica)
2011/12: FC PORTO (75 pontos, + 6 do que o Benfica)
2012/13: FC PORTO (78 pontos, + 1 do que o Benfica)
2013/14: Benfica (74 pontos, + 7 do que o Sporting)
2014/15: Benfica (85 pontos, + 3 do que o Benfica)
2015/16: Benfica (88 pontos, + 2 do que o Sporting)
2016/17: Benfica (82 pontos, + 6 do que o Sporting)
2017/18: FC PORTO

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)