O português Pedro Martins, que foi esta terça-feira apresentado como o novo treinador do Olympiacos, prometeu “recuperar a filosofia perdida” do emblema helénico e assumiu o objetivo de fazer regressar o clube ao título de campeão grego.

“Conheço bem a filosofia do clube e pretendo recuperar essa filosofia, que foi perdida esta época. Conheço bem a realidade do clube e estou preparado. Sei perfeitamente a exigência que existe”, afirmou Pedro Martins em conferência de imprensa, em Atenas.

O treinador de 47 anos assinou um contrato válido até 2020 e vai cumprir a sua primeira experiência fora de Portugal, num emblema que foi recentemente heptacampeão grego, mas que viu o seu ‘reinado’ ser terminado esta época pelo AEK Atenas.

“Estou preparado para ganhar e sei que isso vai acontecer. Vamos ter uma época muito complicada e precisamos de estar unidos, mas tenho a certeza de que no final vamos ser campeões. Vamos iniciar um novo ciclo, uma nova era e queremos devolver o clube à sua grandeza natural, que é ser campeão”, frisou.

O emblema presidido por Evangelos Marinakis vai assim contar com o quinto treinador português nesta década, depois de Leonardo Jardim, em 2012/13, Vítor Pereira, em 2014/15, Marco Silva, em 2015/16 e Paulo Bento, em 2016/17.

Depois de, na primeira época em Guimarães (2016/17), ter atingido o quarto lugar no campeonato e a final da Taça de Portugal, Martins deixou os vimaranenses em 18 de fevereiro no nono lugar, após sofrer uma goleada caseira no dérbi com o Sporting de Braga (5-0). Antes, o antigo médio passou pelo Marítimo e Rio Ave.