Cerca de 450 pessoas foram assistidas no decurso da peregrinação internacional de maio ao Santuário de Fátima, informou este domingo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que registou ainda 93 emergências pré-hospitalares.

Segundo fonte da ANPC, desde que começou a operação “Fátima 2018”, na sexta-feira e até às 14h00 de hoje, 448 pessoas foram assistidas, tendo havido 36 evacuações do hospital de campanha da ANPC, instalado no Colégio de São Miguel, para hospitais da região, sobretudo o de Leiria.

“Nas 93 emergências pré-hospitalares as situações prendem-se, principalmente, com casos de doença súbita e de trauma”, adiantou a mesma fonte, esclarecendo que ainda se mantêm na cidade de Fátima 273 operacionais envolvidos nesta operação.

Já no Santuário de Fátima, de acordo com os Servitas de Nossa Senhora, desde o dia 11 e até às 10h00 de hoje recorreram ao posto de socorros 436 pessoas, enquanto ao lava-pés foram 517.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Foram ainda admitidos para a bênção no final da peregrinação 303 doentes, adiantam os dados dos Servitas, o primeiro corpo de voluntários a apoiar os peregrinos de Fátima e cuja génese remonta a 1917 e aos acontecimentos na Cova da Iria.

A peregrinação internacional aniversária de maio ao Santuário de Fátima, no distrito de Santarém, foi presidida pelo cardeal John Tong, bispo emérito de Hong Kong.

As cerimónias começaram às 18h30 de sábado, na Capelinha, e três horas mais tarde foi recitado o terço, seguido da procissão das velas e missa.

As cerimónias religiosas, um ano após a visita do papa Francisco, a canonização de Francisco e Jacinta Marto e o Centenário das Aparições, terminaram hoje com missa, bênção dos doentes e “procissão do adeus”.

Dados do santuário indicam que estiveram hoje no recinto de oração cerca de 300 mil peregrinos.