Alterações Climáticas

Terra pode estar a caminhar para um “efeito de estufa irreversível”

404

Um novo estudo internacional sobre as alterações climáticas alerta para o efeito "irreversível" na Terra se as temperaturas continuarem a aumentar, chegando a um ponto de saturação.

Getty Images

Um efeito dominó de gelo derretido, mares mais quentes, correntes que mudam de direção e florestas a desaparecer pode levar o planeta a um “efeito de estufa irreversível”, com um aquecimento contínuo das temperaturas médias globais, podendo chegar a um clima de 4 ou 5 graus Celsius a mais do que se previa. O alerta foi dado num estudo publicado na revista norte-americana “Proceedings of the National Academy of Sciences”, divulgado esta segunda-feira.

Atualmente, as temperaturas médias globais estão cerca de 1ºC acima dos níveis pré-industriais e a subir 0,17ºC por década. O grupo de investigadores questiona se a temperatura da Terra poderá estabilizar nos 2ºC acima dos níveis pré-industriais (definidos no Acordo de Paris de 2015) — o chamado ponto de inflexão, a partir do qual haverá danos irreversíveis —  ou se caminha para um estado mais extremo.

Se este ponto for alcançado, o aumento das temperaturas pode resultar no aumento do nível do mar e dos rios até 60 metros das costas atuais, na inundação de comunidades costeiras, forçando-as a dirigirem-se para o interior, e no desaparecimento dos recifes corais.

“Eu espero estarmos errados, mas como cientistas temos a responsabilidade de analisar se isto é real ou não”, disse Johan Rockström, diretor executivo do Centro de Resiliência de Estocolmo ao jornal britânico The Guardian. “Precisamos de saber. É muito urgente e uma das maiores questões existenciais na ciência”, acrescentou.

No entanto, o estudo adianta também que não há certezas sobre se a temperatura da Terra vai ou não permanecer estável com o limite dos 2ºC: “Notamos que a Terra nunca teve na sua história um estado quase estável que é cerca de 2ºC mais quente do que o pré-industrial, o que sugere que há um risco substancial de que o próprio sistema ‘queira’ continuar a aquecer por causa de vários outros fatores [que geram mais aquecimento], mesmo que paremos as emissões ”, disse Katherin Richardson, uma das autoras. Isto significa que o aquecimento global pode ativar um processo no sistema da Terra chamado de feedback (“retroalimentação”, em português), que leva a mais aquecimento, mesmo que os gases de efeito de estufa deixem de ser emitidos.

Uma Terra estufa, diz o estudo, pode ser “incontrolável e perigosa para muitos”. Os investigadores acrescentaram que é necessário mudar o estilo de vida da população através de algumas medidas como a substituição dos combustíveis fósseis por fontes de energia com emissões baixas ou no nulas, o combate à destruição das florestas e a plantação de mais árvores para absorver o dióxido de carbono.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)