Manchester United

José Mourinho despedido do Manchester United

354

Saída do treinador português foi anunciada pelo Manchester United esta terça-feira de manhã. Decisão foi tomada após a derrota com o Liverpool, que deixou o clube a 19 pontos da liderança.

José Mourinho estava no comando técnico do Manchester United desde maio de 2016

Nigel Roddis/EPA

O treinador português José Mourinho foi despedido do comando técnico do Manchester United, informou o clube britânico em comunicado oficial divulgado esta terça-feira. Na mensagem publicada na conta oficial de Twitter, o clube confirma a saída “com efeitos imediatos” do treinador português e deixa uma nota final de agradecimento. “Gostaríamos de agradecer-lhe pelo seu trabalho durante este período no Manchester United e desejar-lhe sucesso no futuro”, escreveram.

A demissão — que surge após a derrota com o líder Liverpool no último domingo, resultado que deixou o Manchester United a 19 pontos do topo da Premier League — coloca assim um ponto final a um período de trabalho iniciado em maio de 2016. A liderança de Mourinho tornou-se, aliás, bastante polémica nos últimos meses, à medida que a performance e resultados dos ‘red devils’ foi piorando: depois de um arranque fraco no campeonato, a equipa principal de futebol não conseguiu nunca impor-se aos seus tradicionais rivais, chegando ao ponto de, nos últimos seis jogos, ter ganho apenas um.

Os problemas com José Mourinho também se agudizaram em dois campos: com alguns jogadores do próprio plantel e até com a direção do clube. Neste último caso, são conhecidas as divergências entre o técnico português e o vice-presidente do clube Ed Woodward, especialmente depois da recusa da administração em contratar um defesa central para a equipa como era desejo de Mourinho.

Os episódios mais mediáticos, contudo, foram com alguns futebolistas. É conhecido o mal estar causado pela decisão de retirar o estatuto de vice-capitão da equipa a Pogba após uma derrota com o Derby County e a uma discussão em pleno treino no dia seguinte a essa partida.

Apesar dos apelos de José Mourinho a pedir “respeito, respeito, respeito” pelos três títulos de campeão ganhos na Primeira Liga inglesa (como aconteceu numa conferência de imprensa com um Mourinho muito irritado após uma derrota por 3-0 com o Tottenham no passado mês de agosto), o certo é que há já algum tempo que se esperava pela saída do ‘special one’ do Manchester United. Para muitos a questão já nem era se seria demitido, mas sim “quando”. A resposta chegou esta terça-feira num tweet.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)