Um mês após a venda recordista de um quadro de David Hockney, a leiloeira Christie’s anunciou que vai levar à praça, em março, outra obra do artista britânico, intitulada “The double portrait of Henry Geldzahler and Christopher Scott”. O quadro “Portrait of an artist (Pool With Two Figures)”, vendido em novembro último, valeu quase 80 milhões de euros, um recorde para um artista ainda vivo, como revelou na altura a leiloeira britânica.

“Portrait of an Artist (Pool With Two Figures)”, de 1972, é considerada uma das obras mais importantes de David Hockney, de 81 anos, e foi vendida em leilão por 90,3 milhões de dólares, ou seja, 79,7 milhões de euros, numa disputa que durou cerca de dez minutos.

Com esta venda ficou batido o recorde do leilão de uma obra de arte de um artista ainda vivo, superando os 51,5 milhões de euros da venda de “Balloon Dog”, do norte-americano Jeff Koons, em 2013.

Pintura de David Hockney vendida por 80 milhões de euros, um valor recorde para um artista vivo

David Hockney, de 81 anos, que deu contribuições significativas para o movimento de pop art de 1960, é considerado um dos artistas britânicos mais influentes do século XX. O retrato duplo do curador de arte Henry Geldzahler e do seu parceiro, Christopher Scott, tem a mesma proveniência de “Portrait of an Artist”, ou seja, a coleção de Barney A. Ebsworth, um empresário americano e colecionador de arte que morreu em abril aos 83 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A pintura “capturou Geldzahler num momento particularmente decisivo em que o curador organizava a sua exposição mais revolucionária”, intitulada “New York Painting and Sculpture: 1940-1970”, como referiu o presidente do conselho de administração da Christie’s Americas, Marc Porter, num texto da leiloeira sobre a obra.

Em 2019, o quadro completará o quinquagésimo aniversário da pintura, “o que não é apenas um exemplo extraordinário da série mais celebrada do artista, é também uma representação pungente de um dos maiores curadores do século XX”, afirma Porter.

“O que me parece extraordinário é o uso que Hockney faz da técnica naturalista”, diz Katharine Arnold, diretora de venda na Christie’s de Londres. “Aqui, Hockney dominou a pintura para conjurar o vidro de quatro maneiras diferentes: a janela de vidro com vista para a paisagem urbana, os óculos de leitura de Geldzahler, a moderna mesa de vidro com um lindo vaso de vidro de tulipas. Reflexão, transparência e luz são temas de Hockney”, acrescentou.

Estima-se que a obra seja vendida por mais de 38 milhões de dólares (33,13 milhões de euros), segundo a Christie’s. Geldzahler e Scott aparecerão no leilão, em Londres, no dia 7 de março, na primeira vez que o fazem desde 1992, segundo a Christie’s. O retrato duplo será exibido em Nova Iorque, de 8 a 12 de fevereiro de 2019, e, em Londres, de 2 a 6 de março.