A companhia aérea portuguesa Hi Fly tornou-se a primeira no mundo a voar sem qualquer plástico a bordo. A viagem aconteceu no passado dia 26 de dezembro, com origem em Lisboa e destino em Natal, no Brasil, e contou com a presença de 700 passageiros. A companhia pretende realizar todas as ligações sem plástico: o que deve acontecer daqui a um ano, no final de 2019, segundo o que diz Paulo Mirpuri, presidente da Hi Fly.

“Estes voos de teste vão impedir que cerca de 350 quilogramas de plástico envenenem o nosso ambiente. Mais de 100 mil voos descolam todos os dias e, apenas durante o ano passado, os voos comerciais transportaram quase quatro mil milhões de passageiros. E é esperado que este número dobre dentro de 20 anos. Aqui, o potencial para marcar a diferença é enorme”, explicou Mirpuri em declarações ao Lonely Planet.

Para realizar o primeiro voo sem plástico à escala mundial, a Hi Fly substituiu vários objetos normalmente feitos de plástico, como copos, colheres, garrafas e escovas de dentes, por utensílios recicláveis feitos de bambu e embalagens de papel. A opção das companhias aéreas por materiais reutilizáveis e sem plástico tem sido uma constante nos últimos anos, muito graças aos constantes alertas feitos pelos ambientalistas para os efeitos nocivos que o material, presente numa variedade enorme de objetos, tem.