Masazo Nonaka tinha 113 anos e era considerado o homem mais velho do mundo desde abril de 2018.

Nascido a 25 de julho de 1905, o japonês partiu na madrugada de domingo durante o sono na casa, um hotel herdado dos pais, onde vivia com os netos e bisnetos, na Ilha de Hokkaido, no norte do Japão. Uma das netas disse que o homem era saudável e morreu porque “naturalmente tinha chegado a altura”. Masazo Nonka viveu mais tempo do que a sua esposa e três dos seus filhos, avança o jornal britânico The Guardian. 

Estamos chocados com a perda desta grande figura. Ele estava normal ontem [sábado, 19] e morreu sem causar grandes problemas à nossa família”, disse Yuko, uma das netas de  Masazo Nonka ao Kyodo News.

Casado desde 1931, tinha cinco filhos, seis irmãos e uma irmã. De acordo com os media locais, gostava de comer doces e ver wrestling na televisão.

O Japão, conhecido pela longa expetativa de vida de seus habitantes, já teve vários recordes de pessoas nesta área, incluindo Jiroemon Kimura, que morreu em junho de 2013, aos 116 anos, e Sakari Momoi, que morreu em julho de 2015, aos 112 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O livro de recordes Guinness reconheceu oficialmente Nonaka como o homem mais velho depois da morte do espanhol Francisco Nunez Olivera no ano passado.