Rádio Observador

MotoGP

MotoGP. Miguel Oliveira apostado em terminar a corrida de estreia no Mundial

516

A prova de abertura do Mundial de MotoGP, no domingo, marca a estreia de Miguel Oliveira na categoria rainha do motociclismo de velocidade. O piloto garante que vai dar o seu melhor.

Miguel Oliveira (KTM) tem como principal objetivo terminar a prova de abertura do Mundial de MotoGP, domingo, no Qatar

FAZRY ISMAIL/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) tem como principal objetivo terminar a prova de abertura do Mundial de MotoGP, domingo, no Qatar, que marca a sua estreia na categoria rainha do motociclismo de velocidade.

Em declarações divulgadas pela assessoria de comunicação da equipa Tech3, o piloto de Almada defendeu que “a abordagem ao primeiro Grande Prémio é sempre bastante simples”: “Dar o meu melhor, como de costume e fazer a equipa feliz com o meu desempenho. Sinto que é importante para mim terminar a corrida, ganhar experiência e perceber onde posso melhorar a minha condução”, sublinhou.

Apesar da ansiedade motivada pela estreia na categoria rainha do Campeonato do Mundo de velocidade, Miguel Oliveira não pensa “em nenhum resultado em específico”. “Claro que o resultado da corrida é sempre importante, mas sendo a minha primeira corrida, não aponto a nada em específico”, explicou.

O meu objetivo é fazer um bom trabalho, dar o máximo e deixar o Qatar com um sorriso”, reforçou Miguel Oliveira

As precauções do piloto português são partilhadas pelo francês Hervé Poncharal, proprietário da Tech3: “Não estamos em posição de desafiar as equipas da frente, mas a nossa missão, esta época, é reduzir a diferença que nos separa dos pilotos mais rápidos”, sublinhou, antes de deixar rasgados elogios ao piloto português.

“Acredito que, com ele, temos um piloto incrível, com um grande potencial e um forte desejo de fazer parte deste projeto e ajudar a desenvolvê-lo”, disse Poncharal.

O Grande Prémio do Qatar de MotoGP, a primeira das 19 provas da temporada de 2019 do Mundial de velocidade, disputa-se no domingo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)