A EatTasty quer duplicar a atual equipa de oito colaboradores para começar a operar em Madrid no início do terceiro trimestre de 2019. A plataforma online de confeção e entrega de almoços caseiros no local de trabalho serve mais de 600 refeições todos os dias, na área da Grande Lisboa, mas em Madrid quer alcançar as 1.000 refeições diárias.

“Decidimos aventurar-nos em Madrid, uma nova geografia com uma cultura muito diferente da nossa e com um mercado mais vasto e bastante concorrencial, porque queremos provar que o nosso modelo de negócio é escalável. O nosso sonho é tornar a EatTasty numa empresa internacional e ter pessoas dos quatro cantos do mundo a deliciarem-se com a nossa comida”, afirmam os cofundadores Rui Costa e Orlando Lopes, responsáveis pela EatTasty, em comunicado.

Desde que foi fundada em 2016, a startup que conta com um investimento de 370 mil euros de nomes como a Bright Pixel, Caixa Capital e a Olisipo Way, vendeu mais de 140 mil refeições. Com o crescimento de 400% que registou este ano, comparativamente com o anterior, a EatTasty teve de juntar aos cozinheiros de bairro que confecionavam as refeições em cozinhas privadas, alguns restaurantes parceiros. O objetivo é o de assegurar a confeção de mais refeições, que faça face à crescente procura.

“Os valores da marca mantêm-se e isso é o mais importante para nós. As refeições produzidas continuam a ser fiéis às receitas originais, da autoria do chef Rúben Couto. Os nossos parceiros são sujeitos a testes e certificações, de modo a garantir os nossos padrões de qualidade”, sublinham os dois empreendedores.

As refeições são desenhadas por um chef e confecionadas por uma rede de parceiros com ingredientes frescos, no próprio dia. Há um ano, na celebração do segundo aniversário, a empresa anunciou uma ronda de investimento de 125 mil euros para expandir a operação para Oeiras.