João Salvador Marques, sócio número 1 do Sporting, morreu esta quarta-feira. A informação foi avançada pelo próprio clube de Alvalade, que nas redes sociais endereçou “as mais sentidas condolências” à família e aos amigos. O médico, que tinha completado 98 anos em julho de 2018, era sócio do Sporting desde os 14 meses de idade e o mais antigo desde agosto de 1998.

Filho de João Salvador Marques, que era também médico e chegou a ser vice-presidente da Mesa da Assembleia-Geral e membro do Conselho Fiscal leonino, chegou a praticar ginástica, voleibol e ténis enquanto atleta do Sporting até enveredar de forma definitiva pela medicina. Exerceu vários cargos nos órgãos sociais do clube de Alvalade, tendo integrado o Conselho Diretivo, a Mesa da Assembleia-Geral e o Conselho Fiscal. Foi ainda presidente do Conselho Médico Leonino, membro do Conselho Leonino e também do grupo “Os Cinquentenários”, que integrava, por exemplo, Eduardo Barroso e Dias Ferreira. Foi distinguido com o Prémio Stromp em 2001, na categoria Especial, e em 2011, na categoria Dedicação. Em 2015, recebeu o Leão de Ouro com Palma na II Gala Honoris Sporting.

Nas últimas eleições para os órgãos sociais do Sporting, no seguimento da destituição de Bruno de Carvalho e do consequente período eleitoral, João Salvador Marques apoiou a candidatura de Frederico Varandas e integrou mesmo a Comissão de Honra do atual presidente leonino (já a filha, Isabel Maria Marques, apoiou o candidato Fernando Tavares Pereira). Em julho, na altura do 98.º aniversário de Salvador Marques, Varandas recorreu ao Instagram para dar os parabéns ao colega de profissão e “eterno sócio número 1 do Sporting Clube de Portugal”. Em setembro, já depois de Frederico Varandas vencer as eleições e no dia em que os leões receberam e bateram o Marítimo com golos de Bruno Fernandes e Fredy Montero, o presidente leonino convidou o sócio número 1 para a tribuna presidencial, onde foi homenageado pelos 97 anos de filiação ao clube.