Porto

Hotéis do Porto e Norte com ocupação acima dos 80% na Páscoa

A semana de Páscoa pode registar números históricos de ocupação hoteleira, segundo o Turismo do Porto e Norte de Portugal. A estadia média é de quatro noites e alguns conselhos têm "lotação máxima".

A região vai acolher mais de uma centena de eventos que recriam tradições ancestrais

Getty Images

Autor
  • Agência Lusa

A taxa ocupação dos hotéis da região Norte para a quadra da Páscoa de 2019 situa-se acima dos 80%, com previsão de lotação esgotada em alguns concelhos, indicou esta segunda-feira a entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Dados da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) indicam que a ocupação hoteleira prevista para esta semana da Páscoa está “acima dos 80% no Norte de Portugal” e que em alguns concelhos, onde as celebrações pascoais têm mais tradição, a estimativa é de “lotação máxima”, com estadia “média de quatro noites”.

“A TPNP está confiante de que a semana de Páscoa de 2019 registará números históricos de ocupação hoteleira”, lê-se num comunicado de imprensa daquela entidade, referindo que durante a Semana Santa, a região vai acolher mais de uma centena de eventos que recriam tradições ancestrais.

A entidade de turismo do Porto e Norte anunciou também o lançamento de uma campanha de promoção junto do mercado espanhol, mas que também quer chegar junto de outros mercados emissores, como o do Brasil, Alemanha e França.

A campanha visa colocar informação nas plataformas de lojas interativas de turismo e programas disponíveis no espaço do Aeroporto Sá Carneiro e no Porto Welcome Centre, junto à Estação de São Bento.

A nova campanha, que desafia os turistas a visitar o maior número de municípios para diminuir as assimetrias da região, vai também divulgar os eventos previstos nesta Páscoa a Norte, envolvendo publicidade nas televisões, redes digitais, outdoors nas autoestradas e apoio a concertos e exposições, enumera a TPNP.

Para o presidente da TPNP, Luís Pedro Martins, o reforço da aposta no turismo religioso é um dos “vetores” potenciador do aumento do número de visitantes da região, com o território a oferecer diversos templos religiosos e culturais. “Temos um sem número de manifestações festivas religiosas, património monumental e iconografia específica que fazem deste território [Norte] um dos mais atrativos em toda a Europa para o desenvolvimento do turismo religioso”, considerou, recordando, por exemplo, a Semana Santa de Braga, Trás-os-Montes e Porto.

No primeiro mês do ano, Portugal registou um incremento de 134,5 mil dormidas face ao período homólogo, do qual 35,1% foi proveniente do Norte (mais 47,2 mil dormidas). O Porto e Norte de Portugal foi ainda a segunda região onde o número de dormidas mais cresceu, com um aumento de 10,5%, num total de 498,5 mil dormidas.

Os proveitos registados a nível nacional nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram, em janeiro, 162,7 milhões de euros no total e 114,3 milhões de euros relativamente a aposento, traduzindo-se em crescimentos de 8,7% e 8,2%, respetivamente (+7,7% e +6,3% em dezembro, pela mesma ordem).

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)