Quase quatro mil assistentes operacionais com contratos precários nas escolas tiveram parecer favorável no Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP), anunciou esta quarta-feira a secretária de Estado da Educação, Alexandra Leitão, no Parlamento.

Durante a audição do ministro Tiago Brandão Rodrigues na Comissão da Educação, requerida pelo PCP, Alexandra Leitão anunciou que 3.903 funcionários das escolas que concorreram ao programa do Governo para regularizar a seu vínculo profissional já tiveram parecer favorável.

Segundo Alexandra Leitão, há 2.100 trabalhadores cujo concurso já está terminado, 600 cujos processos estão “em período de homologação” e outros “1.100 que já têm parecer favorável e aguardam a homologação”, afirmou, explicando que estes últimos são processos mais complicados por se tratar de assistentes operacionais que trabalham em tempo parcial.

As explicações da secretária de Estado da Educação foram feitas depois das declarações do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues: “Já homologuei quase três mil assistentes operacionais que tinham a sua situação precária e que podem agora fazer parte da administração pública.”