Já se tornou um hábito: depois de uma grande conquista, de uma vitória importante, de uma final ganha, os rumores de saídas de jogadores e até de treinadores da equipa vitoriosa tornam-se inevitáveis. Foi acontecendo durante três anos consecutivos, sempre que o Real Madrid voltava a ganhar a Liga dos Campeões, está a acontecer com o Chelsea, que acabou de conquistar a Liga Europa, e era uma questão de tempo até chegar a Liverpool. Os reds só bateram o Tottenham na final da Champions no passado sábado e ainda estão numa espécie de bolha de entusiasmo, mas a verdade é que as notícias de eventuais transferências de jogadores fulcrais para o feito europeu já circulam por toda a Europa. E os motivos, ainda assim, são surpreendentes.

Esta segunda-feira, apenas três dias depois de Salah ter marcado o golo que inaugurou o marcador da final da Liga dos Campeões — e que praticamente colocou o Liverpool a vencer a partir do apito inicial –, o espanhol As faz capa com o egípcio e garante que “começou o leilão”. Na manchete, o desportivo indica que Bayern Munique, Real Madrid e Manchester United estão atentos à situação do jogador principalmente depois da frase que Salah deixou a pairar ainda no relvado do Wanda Metropolitano, instantes depois do final da partida com o Tottenham. Um pouco à semelhança do que havia feito Cristiano Ronaldo em Kiev (após a final do ano passado, disse ainda no relvado que “tinha sido bonito” jogar no Real e acabou por sair mês e meio depois), o avançado dos reds afirmou: “Não posso falar do futuro agora”. Os alarmes soaram em Anfield e a oportunidade abriu-se em vários pontos e várias ligas europeias.

Ainda assim, e também de acordo com o As, existe mais história para contar. Segundo o desportivo espanhol, Salah quer mesmo deixar o Liverpool e essa vontade estará relacionada com uma discussão grave mantida com Jürgen Klopp há alguns meses. De forma imediata, dias depois da zanga com o treinador alemão, o avançado terá mesmo informado a direção do clube inglês de que iria avançar com um transfer request: uma ferramenta que existe na Premier League e concede aos jogadores a possibilidade de comunicar aos respetivos clubes que querem sair. A mediação da cúpula do Liverpool terá feito Salah mudar de ideias quanto a essa medida mais drástica — mas os dirigentes reds comprometeram-se mesmo a facilitar a saída do egípcio durante o verão.

Uma ida de Salah para o Real Madrid significaria jogar ao lado de Sergio Ramos: na final da Champions do ano passado, o avançado saiu lesionado de um lance com o espanhol

Ora, caso o jogador de 26 anos esteja mesmo disponível e pronto a deixar Anfield, o Real Madrid seria o principal candidato, já que os merengues estiveram interessados no avançado no final da temporada passada — numa tentativa de contratação galáctica para esquecer a saída de Cristiano Ronaldo que ficou gorada ao bater na cláusula de 200 milhões de libras. O problema é que, segundo o Sport, o balneário do Real terá vetado a chegada de Salah e o próprio Zidane não olha para o egípcio como uma peça que pudesse entrar no puzzle que está a montar para a próxima época. No Santiago Bernabéu, Florentino Pérez é mesmo o único que vê com bons olhos a transferência de Salah para Madrid, num negócio que colocaria o avançado a jogar ao lado de Sergio Ramos, que na final da Liga dos Campeões do ano passado esteve envolvido num lance que lesionou o egípcio numa fase ainda embrionária da partida e que colocou em risco a participação deste no Mundial da Rússia.

Ainda que o Real Madrid seja sempre um candidato forte para receber Mo Salah, mesmo com o voto contra do balneário, a verdade é que o avançado olharia favoravelmente para uma ida para o Bayern Munique, clube que luta pelas competições internas e pela Liga dos Campeões, ou até para a Juventus, regressando a um país e a um Campeonato que conhece bem (representou Fiorentina e Roma entre 2015 e 2017). Mais difícil, porém, afigura-se uma ida para qualquer outro clube da Premier League, não só pelos valores avultados como também pela recusa do avançado, segundo a imprensa espanhola, em alinhar por um rival direto do Liverpool.