A espanhola Ironhack, escola de formação em tecnologia para novos profissionais, aliou-se à startup portuguesa Landing.jobs, plataforma de recrutamento no setor tecnológico, para lançar um programa de bolsas no valor de 93 mil euros. As bolsas direcionam-se aos cursos de Web Development (desenvolvimento de aplicação e ferramentas para a Web) e UX/UI Design (criação de interfaces ou experiência para software). Ao todo, há 50 bolsas com valores de seis mil, três mil ou 1.500 euros.

Ironhack chega a Portugal para formar 130 programadores em 9 semanas

O objetivo da colaboração entre as duas startups é “promover o acesso à educação por parte de qualquer profissional que tenha interesse em ingressar no mercado tecnológico”, dizem as empresas em comunicado. As candidaturas estão abertas até 31 de julho através do site oficial da Ironhack para a iniciativa. Os candidatos selecionados são revelados a 15 de agosto.

Álvaro González, diretor geral da Ironhack Lisboa, afirma que “a parceria com a Landing.jobs permite dar a oportunidade àqueles que ainda não conseguiram ‘dar o salto'”. A Ironhack especializa-se em cursos de programação que podem ser concluídos em apenas nove semanas. Pedro Oliveira, fundador da Landing.jobs, diz que a parceria tem como propósito “fortalecer o mercado tecnológico de Lisboa”.

Apesar de os bootcamps de formação decorrerem na capital, os candidatos podem ser oriundos de qualquer país do mundo, diz a Ironhack. Desde que a empresa chegou a Portugal, no final de 2018, que tem investido em programas de bolsas de formação para cativar mais pessoas a adquirir competências tecnológicas.

We/Code Women Edition: 100 mulheres aprendem programação durante um dia

A Ironhack tem já nove pontos de formação nas cidades de Madrid, Barcelona, Miami, Paris, México, Berlim, Amesterdão, São Paulo e Lisboa. A empresa diz que, desde 2013, já formou mais de três estudantes que conseguiram lugares em empresas tecnológicas como a Google, Twitter ou Cabify. Recentemente, a Ironhack recebeu uma ronda de investimentos de Série B no valor de quatro milhões de euros.

Landing.jobs. Startup de recrutamento em tecnologia lança nova plataforma para projetos independentes

A Landing.jobs foi fundada em 2014 por Pedro Oliveira. Desde que foi criada, tem tido como objetivo ligar empresas a programadores e outros profissionais do sector tecnológico.

Em junho, ao Observador, a empresa afirmou que, agora, o foco está centrado na expansão geográfica — incluindo a entrada no Canadá — e também no fortalecimento dos países onde a startup já está presente, como Portugal, Alemanha, Espanha e, mais recentemente, a Holanda. “A nível de produto, pretendemos continuar a evolução, principalmente a nível do processo de avaliação, em tornar o matching [encontro entre recrutador e candidato a emprego] cada vez melhor”, acrescentou Pedro Oliveira.