Rádio Observador

Cinema

Três filmes para ver esta semana

Um "filme de liceu", a segunda animação dos "Angry Birds" e "Era Uma Vez em... Hollywood", de Quentin Tarantino, com Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, são as escolhas desta semana de Eurico de Barros

Beanie Feldstein e Kaitlyn Dever em "Booksmart: Inteligentes e Rebeldes"

Autor
  • Eurico de Barros

“Booksmart: Inteligentes e Rebeldes”

“Viver Depressa”, de Amy Heckerling, “O Clube”, de John Hughes, “Heathers”, de Michael Lehmann, “Juventude Inconsciente”, de Richard Linklater, “Giras e Terríveis”, de Mark Waters, “Super Baldas”, de Greg Mottola. Estes são apenas alguns dos bons “high school movies” já feitos por Hollywood, a que se vem agora acrescentar “Booksmart : Inteligentes e Rebeldes”, estreia na realização da actriz Olivia Wilde. Amy (Kaitlyn Dever) e Molly (Beanie Feldstein) são melhores amigas e grandes marronas, que no último dia do liceu reparam que não se divertiram nada durante o curso. Por isso, vão tentar compensar o tempo perdido na última noite em que ainda são estudantes. A crítica americana entrou em delírio com “Booksmart: Inteligentes e Rebeldes”, mas é apenas mais um típico e destravado “filme de liceu”, atualizado para os tempos do feminismo, da “diversidade” e da correção política, com duas interpretações fulgurantes de Dever e Feldstein.

“Angry Birds 2 — O Filme”

O sucesso do primeiro filme, e os imperativos comerciais do jogo de vídeo que lhe deu origem, levaram inevitavelmente a esta parte 2 da animação “Angry Birds”. Agora, pássaros (que já não estão zangados) e porcos verdes têm que se aliar para enfrentar uma ameaça comum: a Ilha das Águias, governada pela ditatorial Zeta e onde faz sempre um frio de gelar. Por isso, Zeta quer ocupar as ilhas dos pássaros e dos porcos e transformá-las em paraísos tropicais para si e as restantes águias. Um comando improvisado, e liderado por Red e Leonard, vai tentar impedir o desastre. Multicolorido, agitado, estridente e denunciando sempre que tem na base um jogo de vídeo para miúdos (que também pode viciar os mais velhos), “Angry Birds 2 — O Filme” tem dois ou três momentos divertidos, embora não acrescente absolutamente nada à primeira animação, nem ao género animado em si.

“Era Uma Vez em… Hollywood”

Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie são os principais intérpretes do novo filme de Quentin Tarantino, passado na Hollywood de 1969, quando o cinema americano vivia uma década de ouro e o delírio contracultural e contestatário dos anos 60 estava a atingir o seu auge de forma sangrenta, com o massacre perpetrado por Charles Manson e os seus “familiares”. DiCaprio interpreta um ator de televisão que luta contra o tempo para fazer carreira no cinema, Brad Pitt é o seu “duplo” e grande amigo, e Margot Robbie personifica a malograda Sharon Tate. O elenco do filme inclui também nomes como Al Pacino, Bruce Dern, o falecido Luke Perry, Dakota Fanning Lena Dunham, Kurt Russell ou Damian Lewis. “Era Uma Vez em… Hollywood” foi escolhido pelo Observador como filme da semana, e pode ler a crítica aqui.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)