O helicóptero de combate a incêndios estacionado no aeródromo de Évora está inoperacional desde domingo, devido a danos estruturais provocados pela queda de uma paraquedista em cima do aparelho, disseram esta segunda-feira à Lusa fontes da Proteção Civil.

O incidente ocorreu no domingo à tarde, quando uma praticante de paraquedismo “aterrou” em cima do helicóptero estacionado no aeródromo e sofreu ferimentos graves, tendo sido transportada para as urgências hospitalares, explicou à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

O aparelho de combate a incêndios com base no aeródromo de Évora sofreu alguns danos estruturais”, disse à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

A mesma fonte indicou que o aparelho vai ser reparado nos próximos dias, mas disse desconhecer o período de duração dos trabalhos.