O ator e comediante norte-americano Dave Chappelle está a ser fortemente criticado devido ao conteúdo do seu novo stand-up comedy, que recentemente se estreou na plataforma de streaming Netflix.

Em “Sticks & Stones”, Chappelle diz não acreditar e faz piadas sobre as alegadas acusações de abuso sexual de menores do músico norte-americano Michael Jackson, que morreu em 2009. O comediante fala especificamente sobre o documentário “Leaving Neverland”, que apresenta as denúncias de James Safechuck e Wade Robson — alegadas vítimas de abuso –, além de abordar em detalhe outros casos.

“Sabes o que mais, caso ele tenha feito isto… é o Michael Jackson. Eu sei que mais do que a metade das pessoas nesta sala foram molestadas nas suas vidas. Mas não foi pelo maldito Michael Jackson, foi?” disse Dave Chappelle na peça “Sticks & Stones”.

Chapelle continua ainda, na apresentação, a criticar as descrições dos casos feitas pelo documentário da HBO, dizendo que são muito pormenorizadas. O comediante justificou não acreditar nas acusações de Safechuck e Robson porque o ator Macaulay Culkin — intérprete de Kevin no filme “Sozinho em casa” –, que conviveu com Michael Jackson quando criança, nunca fez nenhum tipo de acusação contra ele.

Entre as piadas Chapelle diz que o público da peça irá considerá-lo um “culpador de vítimas” e compara as alegações contra Jackson com os casos de diversas denúncias contra o cantor R. Kelly, só que neste caso, ele acredita nelas.

“Caso alguém viesse até mim e dissesse: ‘Dave, Dave, Dave, Chris Brown acabou de bater à Rihanna!’, eu reagiria ‘E então, o que ela fez?’; ‘Dave! Michael Jackson esteve a abusar de crianças!’, ‘E então, o que as crianças estavam a vestir na altura?'”, simulando um diálogo fictício na peça.

Robson e Safechuck disseram ao The Guardian que Chapelle “pode falar o que quiser. Isso revela coisas sobre ele, não sobre nós”. O advogado de Robson, Vince Finaldi, lamentou “que ele tenha escolhido esta plataforma para envergonhar vítimas de abuso sexual, espalhar a ignorância sobre o assunto e a maneira como é perpetuado em crianças, numa tentativa de fazer ressurgir a sua carreira”.

“Sticks & Stones” é o terceiro especial de Dave Chappelle para a plataforma de streaming, tendo os dois primeiros programa sido também criticadas pelo suposto conteúdo homofóbico e transfóbico. O comediante previu a enxurrada de críticas que o stand-up comedy causaria e decidiu insultar o público que “escolheu clicar na cara” do artista.

Dave Chappele interpretou, no ano passado, o personagem George Stone, de alcunha Noodles, no filme “A Star Is Born”, espécie de mentor e amigo do personagem de Bradley Cooper.