O governo inscreveu um aumento de 31% do investimento público no Orçamento do Estado para todo o ano, mas até julho há um acréscimo de apenas 3%, de acordo com o Expresso, que recupera os dados mais recentes da execução orçamental, divulgados no final de agosto.

Até julho, o subsetor Estado estava a investir mais 14,1%, quando a meta para 2019 é 110,1%. O investimento cai 0,9% nos serviços e fundos autónomos e 2% no Serviço Nacional de Saúde.

O semanário ressalva que o investimento costuma acelerar no segundo semestre, mas nota que para cumprir os objetivos o investimento teria de acelerar 66% face ao ritmo dos primeiros sete meses.

Se a tendência se mantivesse até ao final do ano, o governo pouparia mais 1,4 mil milhões de euros, segundo o Expresso, que recorda as poupanças atingidas nos orçamentos de 2016, 2017 e 2018, num total de quase 2,9 mil milhões de investimentos por concretizar, em contabilidade pública.