Os municípios portugueses que vão ter ‘wi-fi’ gratuito em locais públicos com a ajuda da União Europeia (UE) já representam 82% do total, anunciou esta quarta-feira a Autoridade Nacional da Comunicações (Anacom).

Já só restam 54 municípios portugueses que ainda não foram contemplados com os vouchers do programa europeu WIFI4EU, que garante o financiamento para a instalação de redes ‘wireless’ de acesso gratuito, refere o regulador em comunicado.

A lista das cidades selecionadas na terceira convocatória do WIFI4EU foi divulgada na semana passada, juntando 55 autarquias portuguesas ao número de municípios que já tinham sido beneficiados com este programa europeu.

No total das três convocatórias, elevam-se a 254 os municípios portugueses contemplados com verbas para instalações de wi-fi em locais públicos.

O conjunto dos municípios portugueses contemplados com vouchers nas três chamadas já realizadas receberam 3,8 milhões de euros no âmbito desta iniciativa da Comissão Europeia.

Na terceira chamada, que agora terminou, estava disponível um orçamento de 26,7 milhões de euros que foi disputado por 8.318 municípios da União Europeia.

Apenas 1.780 foram contemplados nesta fase, sendo que, no conjunto das três convocatórias já realizadas, 7.980 municípios da União Europeia receberam vales de financiamento.

Prevê-se que a última convocatória no âmbito desta iniciativa decorra no primeiro trimestre de 2020.

A iniciativa WiFi4EU tem como objetivo proporcionar acesso à Internet de alta qualidade a residentes e visitantes locais nos principais centros de vida da comunidade local, como parques, praças, bibliotecas ou edifícios públicos, contribuindo para a redução da exclusão digital, especialmente em comunidades de áreas rurais e locais remotos.

Permite ainda o aumento do acesso aos serviços públicos online que melhoram a qualidade de vida nas comunidades locais, sendo que o financiamento da União Europeia se destina a cobrir os custos de equipamento e instalação do sistema de ‘wi-fi’.