A organização do festival de música Super Bock Super Rock confirmou esta sexta-feira de manhã que A$AP Rocky vai atuar no festival que voltou à Herdade do Cabeço da Flauta, no Meco, em Sesimbra. O norte-americano vai atuar no palco Super Bock, o principal, no dia 16 de julho, o primeiro da próxima edição do festival.

O rapper e cantor nova-iorquino de 31 anos, que tem como nome de batismo Rakim Athelaston Mayers, começou a fazer música há mais de uma década mas foi há seis anos, em 2013, que se estreou na edição de álbuns originais, com o disco de estreia Long. Live. ASAP.

Depois da estreia, que contou com convidados de renome como Kendrick Lamar, Drake, Joey Badass, Danny Brown e Action Bronson, A$AP Rocky lançou entretanto outros dois álbuns, At. Long. Last. ASAP em 2015 e Testing em 2018.

A atuação no Super Bock Super Rock marcará o regresso de A$AP Rocky a Portugal, depois de um concerto no festival NOS Primavera Sound, no Porto, no verão de 2018. Desde aí, A$AP Rocky foi falado sobretudo por assuntos paralelos à música: foi detido na Suécia, passou um mês preso e acabou libertado mas obrigado a pagar uma indemnização na sequência de uma rixa de rua. Queixando-se de ter sido vítima de uma cilada e de ter sido provocado pelas alegadas vítimas, A$AP Rocky foi defendido pelos fãs e pelo presidente norte-americano Donald Trump, que, sensibilizado para o assunto por Kanye West, tentou interceder junto dos seu homólogo sueco, que por sua vez recusou misturar decisões políticas com decisões judiciais.

A$AP Rocky foi condenado por agressão a homem na Suécia

Para o Super Bock Super Rock 2020, estava já confirmado um concerto dos Foals, a 18 de julho.