A secção de combate aos crimes sexuais da Polícia Judiciária de Lisboa desencadeou na manhã desta segunda-feira, 16 de dezembro, uma operação de busca nas casas e empresa de Matthias Schmelz, o empresário da Rainbow Portugal que nos últimos meses tem sido associado a alegadas orgias com menores. Segundo a TVI, as autoridades estão à procura de provas, nomeadamente agendas e ficheiros eletrónicos do empresário. O canal também avançou que as buscas já terminaram.

Empresário da Rainbow investigado por suspeitas de organizar orgias com menores em mansão de Cascais

Existem suspeitas de que Schmelz, alemão que vive em Portugal desde 1993, organizava festas de sexo quase diariamente com raparigas com idades entre os 14 e os 17 anos. A PJ espera encontrar, conta a investigação da TVI, registos vídeo das práticas sexuais com as crianças.

Matthias Schmelz, que estará fora do país, poderá vir a ter que responder pela prática de crimes como o recurso à prostituição de menores — punível até aos três anos de prisão — já que o abuso sexual de crianças, com elevada moldura penal, só se aplica a vítimas até aos 13 anos.