As ações da Galp e da Jerónimo Martins penalizaram esta terça-feira o índice PSI20 da bolsa de Lisboa que encerrou a última sessão do ano a perder 0,43% para 5.214,14 pontos. Pelas 13h35 em Lisboa, das 18 cotadas no principal índice nacional, o PSI20, 13 desceram e cinco subiram, com a bolsa portuguesa a fechar no vermelho, à semelhança das principais congéneres europeias, à exceção de Frankfurt e Milão que esta terça-feira estiveram fechadas.

As ações da Galp recuaram 1,62% para 14,90 euros, e as da retalhista Jerónimo Martins perderam 1,51% para 14,66 euros. Os títulos da Pharol caíram 1,39% para 0,10 euros, os da Ibersol recuaram 1,23% para 8,0% e os da Sonae Capital perderam 0,92% para 0,75 euros. A Corticeira Amorim também negociou esta terça-feira no vermelho, ao cair 0,88% para 11,30 euros, enquanto a Semapa perdeu 0,44$ para 13,72 euros e NOS recuou 0,37% para 4,80 euros.

A Altri viu as suas ações perderem esta terça-feira 0,35% para 5,68 euros, ao passo que os títulos da Ramada Investimentos caíram 0,34% para 5,84 euros e os papéis da Navigator recuaram 0,33% para 3,59 euros. A Mota-Engil fechou a sessão a cair 0,27% para 1,87 euros e a REN perdeu 0,18% para 2,72 euros.

Em contraciclo, os CTT lideraram os ganhos, ao valorizarem 1,27% para 3,19 euros e a EDP Renováveis fechou a última sessão do ano a subir 0,57% para 10,50 euros. Pela positiva há a destacar também as ações da EDP que subiram 0,21% para 3,86 euros, da Sonae que valorizou 0,11% para 0,91 euros e do BCP que ganhou 0,10% para 0,20 euros.