Costuma dar nas vistas mais pelos golos, que marca de todas as formas e feitos: de cabeça, com o pé direito, com o pé esquerdo, dentro e fora da área, às vezes em jeito, outras vezes em força (mas quase sempre também com jeito), até de calcanhar e pontapé de bicicleta. No Dubai, contudo, Cristiano Ronaldo também foi falado por um luxo acessível a poucos: um dos modelos mais caros da marca de relógios Rolex, que mostrou pela primeira vez publicamente no pulso.

O jogador que já representou Sporting, Manchester United, Real Madrid e agora Juventus, deslocou-se ao país para participar nos Dubai Globe Soccer Awards e para participar a seguir numa conferência de desporto: a oitava edição da Dubai International Sports Conference.

No pulso esquerdo, o jogador da Seleção Nacional tinha um modelo GMT-Master II Ice da Rolex. O jornal económico espanhol Expansion explica que se trata de um modelo “de ouro branco e diamantes”, que tem “um preço de aproximadamente meio milhão de euros e é um dos mais caros já fabricados pela Rolex”.

Apesar da empresa suíça não detalhar preços exatos dos seus modelos mais exclusivos, estima-se que seja esse o custo de um Rolex GMT-Master II Ice. O preço, que pode assustar um comum mortal, deve-se ao facto de o relógio ser todo ele fabricado em ouro branco, “revestido com 30 quilates de diamantes”. A primeira versão deste modelo foi lançada já há 13 anos, em 2007, refere o Expansion. Hoje já não se fabrica, o que deverá contribuir para o preço milionário do relógio, acrescenta o mesmo meio.