O Observador, como referência no jornalismo digital em Portugal, e a Renault, desde há muito empenhada na produção de automóveis não poluentes, inauguram no ano que agora começa uma parceria inédita de grande impacto, criada a pensar no meio ambiente. Trata-se de um megaprojeto a desenvolver nos próximos seis meses, através do qual as duas marcas assumem compromissos reais que contribuam para um mundo mais sustentável e atitudes mais responsáveis.

“Numa estratégia conjunta, e unidos pela promoção de um meio ambiente mais equilibrado e cada vez menos poluído, comprometermo-nos a caminhar rumo a um futuro mais ‘verde’ e sustentável, passível de transformar e de contribuir para um mundo melhor”, informam as duas marcas.

Se até há poucos anos o jornalismo digital era uma realidade secundária nas redações de muitos países, e hoje é tão claro que a internet não se pode separar do processo noticioso, também o tema do ambiente e da neutralidade carbónica foi muitas vezes relegado para segundo plano nas preocupações das empresas, até que se tornou a causa principal dentro e fora dos locais de trabalho. É hoje um assunto fundamental para o futuro de todos os seres humanos – e vivemos uma oportunidade imparável, como notou recentemente António Guterres, secretário-geral da Organização das Nações Unidas.

Para inaugurar a parceria, a Renault realizou uma conferência pública nesta quarta-feira, dia 15, com cobertura assegurada pelo Observador (“site” e rádio). Em simultâneo, segundo o diretor-geral do Observador, Rudolf Gruner, a empresa assumirá seis compromissos que pretendem provocar “uma alteração comportamental dentro da própria casa”, “de forma clara e inequívoca”.

A saber:

  • O Observador compromete-se a mudar a sua frota para carros eléctricos;
  • O Observador compromete-se a criar o Observador Eco que dará voz a este compromisso e visará a sua promoção nacional;
  • O Observador compromete-se a disponibilizar carregadores elétricos aos seus colaboradores que disponham de carros elétricos;
  • O Observador compromete-se a alterar o logótipo para um relacionado com o tema durante este compromisso;
  • O Observador compromete-se a criar uma newsletter exclusiva sobre ambiente;
  • O Observador compromete-se a criar junto dos seus colaboradores iniciativas que visem a mudança comportamental em relação à mobilidade e os que realmente assumirem a mudança,  terão uma compensação (um dia de férias);

Em pormenor, o Observador ECO é apresentado como micro-site do Observador e funciona como agregador de conteúdos de texto, vídeo e fotografia, o que oferece aos leitores acesso estruturado e variedade de artigos. Além disso, também o público da Rádio Observador terá durante seis meses, em direto e em podcast, três programas com conteúdo original. Um grande objetivo do Observador ECO é o “envolvimento dos nossos leitores e da nossa audiência”, nas palavras de Rudolf Gruner. “É a primeira vez que o Observador se envolve com outra marca num projeto desta dimensão para alcançar uma mudança comportamental”, sublinha.

Para o diretor-geral, a nova parceria com a Renault nasceu porque “duas marcas fortes” “partilham a mesma visão sobre o compromisso que todos nós, cidadãos, empresários e políticos, devemos ter relativamente ao tema do ambiente e da neutralidade carbónica”.

Este artigo integra o projecto desenvolvido em parceria com a Renault que visa a promoção da mobilidade sustentável. 

Saiba mais em Observador ECO