O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira (SESARAM) vai receber este ano 214 milhões de euros para o seu funcionamento, mais quatro milhões de euros do que em 2019, segundo uma resolução publicada esta quarta-feira em Jornal Oficial.

Este contrato “constitui o instrumento de definição e de quantificação das atividades a realizar pelo SESARAM e das contrapartidas financeiras a auferir, em função dos resultados obtidos, e ainda o documento de fixação dos objetivos de convergência económico financeira”, refere a resolução, sendo que este ano o valor é de 214 milhões euros. Em comparação com o ano de 2019, há um acréscimo de quatro milhões de euros.

A verba advém do contrato-programa que anualmente é outorgado entre o Governo Regional da Madeira e o SESARAM e que serve para o funcionamento das unidades hospitalares e centros de saúde regionais.