As autoridades timorenses confirmaram esta terça-feira o resultado negativo de análises a quatro professores e um motorista que tiveram contactos mais próximos com uma professora portuguesa que viajou de Timor-Leste e cujo teste à Covid-19 deu positivo.

Foi feita aqui [em Timor-Leste] a investigação epidemiológica aos quatro colegas e ao motorista com quem [a professora portuguesa] teve contactos e os resultados saíram hoje e deram negativo”, anunciou o porta-voz do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) em conferência de imprensa.

Na terça-feira, Sérgio Lobo anunciou ter recebido uma notificação das autoridades portuguesas informando que uma professora regressada de Timor-Leste, a 4 de abril, tinha contraído a infeção.

O porta-voz adiantou esta quarta-feira, que a professora, que chegou a Timor-Leste a 9 de março, teve “contactos reduzidos” e que cabe agora às autoridades portuguesas investigar e acompanhar o caso em Portugal.

O caso estava a causar preocupações em Timor-Leste por não se saber as circunstâncias em que a docente ficou infetada. A professora, que viajou de Timor-Leste com mais de 200 portugueses a 4 de abril, registou sintomas a 5 de abril e fez o teste no dia seguinte.

Na terça-feira fonte da Direção-Geral da Saúde (DGS) em Portugal disse à Lusa que as autoridades estavam a contactar com todos os passageiros do voo em que viajou uma professora de Timor-Leste para Portugal, a quem foi diagnosticada Covid-19.

Timor-Leste registou, até ao momento, oito casos da Covid-19, incluindo um já recuperado.