A Câmara Municipal de Lisboa vai retomar os serviços de recolha seletiva porta a porta dos resíduos a 1 de junho. A informação foi avançada pelo Presidente da Junta de Freguesia de Campolide, André Couto, durante a sessão da Assembleia Municipal de Lisboa, esta terça-feira, e em resposta a uma recomendação do Grupo Municipal do Partido da Terra (MPT) — que propôs a retoma imediata dos serviços porta a porta, mas também o “provisionamento de equipamentos de proteção individual aos trabalhadores responsáveis pela recolha e transporte dos resíduos”.

A recomendação do MPT, que foi aprovada por maioria na Assembleia Municipal, tem ainda como objetivo promover uma campanha de sensibilização que vise o descarte correto de luvas e máscaras descartáveis, de forma a evitar que sejam utilizadas e, logo depois, abandonadas na via pública, “constituindo potenciais focos de contaminação e, portanto, um risco para a saúde pública”.

A interrupção temporária da recolha seletiva de papel e de embalagens porta a porta, foi comunicada a 20 de março pelo município, que informava que passariam apenas a ser recolhidos os resíduos indiferenciados três vezes por semana, de modo a “garantir a proteção da saúde pública e dos trabalhadores envolvidos nas operações de recolha e tratamento de resíduos” e, em simultâneo, “controlar os fatores de disseminação da doença e contágio por Covid-19”. Uma suspensão que, ainda segundo a CML, se ia manter “enquanto durasse a pandemia”. Durante estes meses, no entanto, foi possível aos munícipes continuarem a fazer o depósito desse resíduos nos ecopontos de superfície e nos ecopontos subterrâneos instalados na via pública.

A medida, atendendo ao facto de uma grande maioria de munícipes não se deslocar aos contentores mais próximos para ali depositarem os resíduos diferenciados, foi criticada pela associação ambientalista Zero, que se valeu da recomendação da Comissão Europeia, e do facto de Lisboa ser Capital Verde Europeia 2020, para “lamentar” o retrocesso nos hábitos de separação de resíduos por parte dos lisboetas.